Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Martelo batido: Tarcísio decide concorrer ao Governo de São Paulo

Como pediu Bolsonaro, o ministro da Infraestrutura terá o apoio de Valdemar da Costa Neto e do PL

Por Gustavo Maia, Robson Bonin Atualizado em 26 nov 2021, 17h23 - Publicado em 26 nov 2021, 09h10

Após meses de convites públicos do presidente Jair Bolsonaro, Tarcísio de Freitas bateu o martelo. O ministro da Infraestrutura decidiu que será o candidato do presidente ao Governo de São Paulo.

E Tarcísio terá o apoio do presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, como pediu Bolsonaro para definir sua filiação ao partido.

Está será a primeira incursão do ministro nas urnas — e logo no maior colégio eleitoral do país, provavelmente contra o atual vice-governador, Rodrigo Garcia (PSDB), e o ex-prefeito e ex-ministro Fernando Haddad (PT).

ATUALIZAÇÃO, 17H20 — A assessoria do ministro Tarcísio enviou nota ao Radar para negar a decisão do ministro de disputar o governo de São Paulo. “Ministro Tarcísio Gomes de Freitas negou que haja definição sobre candidatura ao governo de São Paulo. As conversas sobre o futuro político de Tarcísio seguem em aberto e o ministro focado nos próximos leilões do programa de concessões e entregas previstas pelo ministério da infraestrutura”.

O Radar mantém a informação, dado que Bolsonaro confirmou a três ministros o acerto com o chefe da Infraestrutura.

Continua após a publicidade

Publicidade