Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Silas Malafaia não perdoa pastores lobistas do MEC

Religioso que é um dos principais defensores do governo de Jair Bolsonaro pediu uma investigação ampla contra seus colegas

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 25 mar 2022, 10h32 - Publicado em 25 mar 2022, 10h30

Silas Malafaia quer que a Polícia Federal e o MPF quebrem os sigilos fiscal e telefônico dos dois pastores envolvidos em suspeitas de irregularidades junto ao Ministério da Educação de Jair Bolsonaro.

Desde o início da semana que tem sido tornada pública pela imprensa a atuação de religiosos no suposto controle de repasse de recursos do MEC para cidades com a bênção e colaboração do ministro chefe da pasta, Milton Ribeiro, que também é pastor.

“Nós pastores evangélicos queremos pedir ao Ministério Público Federal e a Polícia Federal que investiguem e a afundo. Que quebrem o sigilo fiscal e telefônico desses dois pastores. Vai fazer um favor aos pastores evangélicos no Brasil. Somos mais de 200 mil pastores no país e não vamos tomar lama por causa de dois camaradas”, disse.

Malafaia é líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo e um dos principais aliados do governo de Bolsonaro. Ele afirmou que não pretende encobrir possíveis malfeitos e criticou o ministro Ribeiro ao dizer que ele deveria “provar que é honesto” e ser mais “veemente” nessa defesa. O pastor aproveitou para fazer um ataque aos seus alvos preferenciais, a esquerda e os governos do PT, e disse que Bolsonaro não tem responsabilidade no caso.

“Eu não estou aqui para encobrir nada. Queremos uma investigação profunda, mas não aceitamos essa maldade de botar pecha em pastores. A lama da esquerda e do PT eles querem jogar em Bolsonaro. Qual o crime do presidente? O que ele tem com isso. O presidente mandar ir ao ministro é a coisa mais comum. Outra coisa é o presidente dizer ‘faz o que eles estão pedindo’. É uma diferença daqui pra lua. Isso é comum. Querem enlamear o presidente”, disse.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)