Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Líder de Lula diz que base está pronta para ajudar na CPMI do 8 de janeiro

"Vamos pra dentro", prometeu o deputado José Guimarães (PT-CE), no caso de Rodrigo Pacheco instalar a Comissão Parlamentar Mista de Investigação

Por Gustavo Maia Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 19 abr 2023, 21h20 - Publicado em 19 abr 2023, 19h15

Após a demissão do chefe do GSI, general Gonçalves Dias, o líder do governo Lula na Câmara, José Guimarães (PT-CE), se reuniu com aliados e convocou entrevista coletiva para dizer que a base está pronta para “ajudar” a oposição na investigação da CPMI do 8 de janeiro, caso a comissão seja instalada na semana que vem pelo presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco. O objetivo, segundo ele, é “parafusar” e fazer uma apuração ampla. “Vamos pra dentro”, declarou.

Sobre os vídeos divulgados pela CNN Brasil que mostram Dias dentro do Planalto ao lado de invasores, que levou à sua demissão e deu munição à oposição, Guimarães disse que elas são “um retrato de como os bolsonaristas agiam”.

“Eles agiam dentro e fora do governo. Nós recebemos informações de que ainda hoje tem bolsonaristas dentro do Palácio [do Planalto]. E que o general Dias, que pediu afastamento até como uma pessoa séria, para facilitar as investigações, é o exemplo de que ele estava cercado de bolsonaristas que fizeram essa ação na tentativa de criminalizar o governo”, declarou.

“O país sabe que quem patrocinou os atos de vandalismo no dia 8 foram eles, e nós queremos saber quem financiou, quem organizou, quem está por trás, tanto é que tem pelo menos 100 pessoas presas que estão sendo investigadas pelo Supremo Tribunal Federal”, acrescentou, elogiando o trabalho do STF na apuração séria e rápida.

Continua após a publicidade

Na avaliação do líder, as apurações estão “em pleno vapor, e ninguém mais do que o governo quer investigar, doa em quem doer”. “Essa narrativa que eles estão dizendo que o governo está por trás pra nós isso não cola, porque vocês têm vídeos e mais vídeos, até de parlamentares, fomentando, fazendo as presepadas do dia 8”, acrescentou.

“Portanto, se o Congresso quiser instalar a CPI, nós estamos prontos para ajudar, inclusive para investigar. Já que querem… Nós sempre dissemos que CPI é instrumento da oposição, é legítimo a oposição pedir CPI, quem governa não pode perder tempo com CPI, é para quem é de oposição. Como a coisa está muito banalizada aqui dentro, pede-se CPI pra tudo, evidentemente, se o Pacheco ler o requerimento na quarta-feira e se tiver as assinaturas, nós vamos colaborar, vamos pra dentro, e vamos querer que a CPI apure tudo para que a verdade seja cada vez mais explicitada para o país”, afirmou o petista.

Ele ainda chamou o general Dias de “coitado”, por estar cercado de pessoas do governo anterior que “patrocinaram aquele episódio e deixaram que aquelas coisas acontecessem”. E defendeu que a Polícia Federal investigue o vazamento dos vídeos. “Se o processo estava correndo sob sigilo de Justiça, por que divulgaram esse vídeo?”, questionou.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.