Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

General que foi alvo da PF critica deputado preso: ‘fez uma fanfarronada’

Paulo Chagas supõe que Daniel Silveira desejou aparecer e aumentar seu cacife com eleitorado do Rio

Por Evandro Éboli 17 fev 2021, 15h20

Um dos primeiros alvos da Polícia Federal na investigação de fake news contra o STF, há quase dois anos, o general Paulo Chagas entende que o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) procurou ‘sarna para se coçar’ ao fazer esses duros ataques a ministros do tribunal.

“Se queria realmente aparecer, ele deu um banho. A troco do que ele fez esse vídeo agressivo? Não sei se no futuro isso vai redundar em mais votos para ele. Faltou perspicácia. Não precisava fazer nada disso. Mas não precisava dessa fanfarronada (bravata)”, disse Paulo Chagas ao Radar. .

O general entende que o STF reagiu como ele imaginava.

“Demonstrou sua indignação”, afirmou.

Para o militar, a discussão agora é se de fato se tratou um flagrante delito.

Continua após a publicidade

Publicidade