Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Defesas de Pimentel e Bené tentam anular prova-chave

As defesas do governador de Minas, Fernando Pimentel, e do empresário Benedito Oliveira Neto, o Bené, agem conjuntamente para tentar anular as principais provas que embasam a Operação Acrônimo. A investigação apura irregularidades na campanha do petista em 2014 e o suposto recebimento de propina por Pimentel quando era ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 00h14 - Publicado em 26 out 2015, 16h01
Bené: celular é a chave da Operação Acrônimo

Bené: celular é a chave da Operação Acrônimo

As defesas do governador de Minas, Fernando Pimentel, e do empresário Benedito Oliveira Neto, o Bené, agem conjuntamente para tentar anular as principais provas que embasam a Operação Acrônimo.

A investigação apura irregularidades na campanha do petista em 2014 e o suposto recebimento de propina por Pimentel quando era ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

As provas que os advogados tentam anular são trocas de mensagens de um dos celulares de Bené, apontado como operador e repassador de recursos para a campanha de Pimentel. Segundo os advogados de ambos, não há justificativa que embase a quebra de sigilo desse número.

“Se cair essa quebra, acaba a operação”, resume um advogado.

A defesa de Bené entrou com habeas corpus no Supremo Tribunal Federal pedindo a anulação da quebra. O pedido foi negado pelo ministro Teori Zavascki, que afirmou que o instrumento correto seria um agravo de instrumento –que foi em seguida apresentado.

Já a defesa de Pimentel ingressou no STJ, onde corre a Acrônimo, com um agravo no mesmo sentido. O pedido foi negado pelo relator do caso, Herman Benjamin, com justificativa oposta à de Teori: que o correto seria um HC no Supremo.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)