Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Cabral, quem diria, cortou a fila de Eduardo Cunha e Eike Batista

Roubalheira no Rio teve muitos personagens, nenhum superior a Cabral; acordo limita ainda mais as vagas no purgatório dos delatores

Por Robson Bonin Atualizado em 6 fev 2020, 16h15 - Publicado em 6 fev 2020, 16h10

Eduardo Cunha, Eike Batista, Sérgio Cabral… O trio apostava uma corrida surda pela vaga de delator na Lava-Jato. Os três bateram na porta do MPF para oferecer suas confissões, mostraram a listinha de pecados, mas nenhum deles levou. Por um motivo elementar, aos olhos dos investigadores, o trio contava menos do que sabia. Bem menos.

Cabral, o chefão do esquema no Rio, era azarão nesse processo. Em sua delação, Eike topava admitir crimes como o pagamento de propina a Cabral e seu bando. Cunha, por sua vez, detalhava o que sabia dos acertos do colega de MDB com empreiteiras.

Como se vê, Cabral era o alvo a ser delatado por corruptores e comparsas, não o delator. E é por isso que o feito de seus advogados, que conseguiram uma delação da Polícia Federal, se torna tão particular.


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)