Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro nega que tenha pedido ajuda a Biden contra Lula nas eleições

'O que tratamos ali é reservado', disse o presidente

Por Laísa Dall'Agnol, Gustavo Maia Atualizado em 13 jun 2022, 14h30 - Publicado em 13 jun 2022, 10h44

Em entrevista à CBN de Recife nesta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro (PL) negou que tenha pedido a ajuda do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, contra o ex-presidente Lula (PT) nas eleições deste ano.

Segundo publicado pelo site norte-americano Bloomberg no último domingo, Bolsonaro teria descrito o petista como um “perigo para os interesses dos Estados Unidos”. Os atuais mandatários se encontraram na última semana em Los Angeles, durante a Cúpula das Américas.

— O que é que tem de verdade nessa informação de que o senhor fez um pedido ao presidente americano para ajudar aqui no processo eleitoral brasileiro?

“Olha, não existe isso daí. Teve uma reunião que chama de bilateral ampliada, no total umas 20 pessoas presentes, foram 30 minutos de conversa, e depois eu pedi uma reservada com o Joe Biden. E daí nessa reservada tinha eu, o ministro Carlos França, do Brasil, o embaixador [chanceler], do lado do Biden tinha o embaixador dele e um intérprete.

O que nós tratamos ali é reservado. Cada um pode falar o que bem entender, agora não cita fontes, ‘segundo tal pessoa…’. O que eu conversei com o Biden não sai de mim e não sai do Carlos França. Assim como o que eu conversei com o Putin, em fevereiro deste ano, quando fui lá tratar, entre outras coisas, de fertilizantes, fica entre nós.

É especulação…
É especulação.

Conversamos sobre vários assuntos. Quando eu estava na Rússia, olha o que aconteceu, o Fachin declarou aqui no Brasil que eu fui contratar hackers russos para interferir nas eleições. A imprensa toda noticiou isso aí, que eu fui tratar com o Putin a interferência de hackers russos nas eleições daqui.”

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)