Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

ACM Neto sugere pagamento de auxílio para famílias atingidas na Bahia

Iniciativa semelhante já foi aplicada em Salvador, com benefícios de até R$ 3.300 a vítimas de enchentes, diz pré-candidato do DEM ao governo do estado

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 27 dez 2021, 18h07 - Publicado em 27 dez 2021, 16h31

O ex-prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) sugeriu nesta segunda-feira a criação de um auxílio financeiro a ser pago para as famílias atingidas pelas chuvas no sul e sudoeste da Bahia.

Os temporais dos últimos dias deixaram ao menos 100 municípios em situação de emergência e afetaram a vida de 470.000 pessoas — deixando cerca de 36.000 desabrigados e desalojados e, até agora, 20 mortos.

Segundo a ideia proposta por Neto — que também é pré-candidato ao governo da Bahia –, o auxílio poderia ser similar a uma iniciativa implementada durante sua gestão à frente da prefeitura de Salvador.

“Nós estabelecemos um auxílio de três salários mínimos [atualmente, 3.300 reais]. Quando a água invade uma casa, que as pessoas perdem tudo, a prefeitura paga até três salários para que aquela pessoa possa recomeçar a vida. É fundamental que, nesse momento, todas as autoridades possam dar as mãos para ajudar essas pessoas”, afirmou.

O ex-prefeito de Salvador defendeu, ainda, um compromisso de “apoio do poder público” para reconstrução das cidades que foram afetadas.

Com o crescente número de municípios atingidos, o governador da Bahia Rui Costa (PT) ampliou as estruturas de apoio às vítimas. Nas cidades de Ilhéus, Itapetinga, Vitória da Conquista, Ipiaú e Santa Inês foram instalados postos de apoio aos bombeiros e, em Itamaraju, foi criado um gabinete do estado que dá assistência aos municípios do extremo sul.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)