Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

O Som e a Fúria

Por Felipe Branco Cruz Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal
Continua após publicidade

A disputa pela herança milionária de um ícone da música negra

Quatro anos após a morte da cantora Aretha Franklin, seus filhos travam disputa legal devido a testamentos distintos encontrados em um sofá e um armário

Por Thiago Gelli Atualizado em 14 Maio 2024, 00h22 - Publicado em 10 jul 2023, 12h29

Aretha Franklin faleceu em 2018, aos 76 anos, devido a complicações de um câncer no pâncreas, deixando ao mundo um legado único de música e ativismo — e, à sua família, uma conturbada disputa legal. Nesta segunda, 10, a batalha pelo espólio de Aretha ganhará um novo capítulo com o início do julgamento que deve, enfim, determinar quais eram os desejos finais da cantora, que detalhou a divisão pretendida em dois documentos escritos à mão — um encontrado sob uma almofada de seu sofá, e outro em um armário trancado

Ambos os papéis não eram conhecidos pela família, que esperava uma divisão tradicional entre os quatro filhos da artista após sua morte. Surgidos meses após o funeral de Franklin, porém, os termos deram origem a um imbróglio que já ocorre há quatro anos no tribunal de sucessões de Michigan. Agora, a questão vai para julgamento a fim de decidir o destino do dinheiro, propriedades e direitos autorais postos em jogo.

Edward e Kecalf Franklin esperam que a Justiça valide o caderno encontrado no sofá, escrito em 2014. Nele, os royalties da cantora são divididos igualmente entre três dos filhos, mas Kecalf receberia a maior parte de suas propriedades — duas casas e todos os carros deixados. Ted White Jr., por sua vez, acredita que o documento do armário, elaborado em 2010, seja a melhor opção, apoiado no fato de que cada página está autenticada e assinada pela mãe — nele, todos os filhos teriam direito a mesadas mensais e semanais. Clarence, o primogênito, está sob tutela legal devido a doença mental e não tomará partido na disputa — seus representantes chegaram a um acordo que garante sua porcentagem definida do espólio. 

O veredito, no entanto, pode desconsiderar ambas as declarações encontradas e optar pela divisão igualitária prescrita pelo estado de Michigan, ou até mesmo cruzar parâmetros das duas opções e chegar a um novo testamento. A fortuna deixada por Franklin — composta por carros, quatro residências, um acervo de moda, sua obra e mais — foi avaliada em 80 milhões de dólares após sua morte.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.