Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Por que Lula precisa conhecer Marina Silva

Ou... Porque Luiz Inácio e Maria Osmarina devem se (re)conhecer

Por Matheus Leitão Atualizado em 3 Maio 2022, 10h12 - Publicado em 2 Maio 2022, 09h17

Luiz Inácio, deixa eu te apresentar a Maria Osmarina, mais conhecida como Marina Silva.

Ela nasceu na extrema pobreza brasileira, em meio a um seringal, e foi criada numa palafita antes de virar uma liderança nacional de destaque – a ponto de ser escolhida para carregar a bandeira olímpica, num importante evento internacional.

Maria Osmarina, deixa eu te apresentar Luiz Inácio, mais conhecido como Lula.

Ele nasceu na extrema pobreza brasileira, em meio ao agreste, e foi criado numa casa de taipa antes de virar uma liderança nacional de destaque – a ponto de ser chamado de “o cara” por Barack Obama, num importante evento internacional.

Luiz Inácio, desculpe te chamar assim, mas preciso que você se lembre de onde veio, do início de sua vida, da sua raiz. Olha só, Maria Osmarina é negra, e enfrentou as mazelas da fome: seus pais tiveram onze filhos, dos quais apenas oito sobreviveram.

Maria Osmarina, desculpe te chamar assim, mas preciso que você se lembre de onde veio, do início de sua vida, da sua raiz. Olha só, Lula é pardo, e enfrentou as mazelas da fome: seus pais tiveram doze filhos, dos quais apenas oito sobreviveram.

Luiz Inácio, veja se você não vai reconhecer esta história: Maria Osmarina saiu com sua família do seringal, a pé pela mata, fugindo de outras coisas, inclusive da miséria, para tentar a vida na cidade grande. Nesse caso, Manaus.

Maria Osmarina, veja se você não vai reconhecer esta história: Luiz Inácio saiu com sua família do agreste, em um pau-de-arara, fugindo de outras coisas, inclusive da miséria, para tentar a vida na cidade grande. Nesse caso, Guarujá.

Luiz Inácio, essa é demais: Maria Osmarina tornou-se Marina quando acrescentou o nome por ocasião da eleição de 1986, época em que os candidatos ainda não podiam usar alcunhas nos nomes oficiais.

Maria Osmarina, essa é demais: Luiz Inácio tornou-se Lula quando acrescentou o nome por ocasião da eleição de 1982, época também em que os candidatos ainda não podiam usar alcunhas nos nomes oficiais.

São tantas as coincidências.

Não sei se vocês sabem, Luiz Inácio e Maria Osmarina, mas Lula e Marina já conseguiram, juntos, – no passado, claro – reduzir o desmatamento em 80%, feito histórico para a preservação do Meio Ambiente.

É ainda mais curiosa a coincidência de vocês, Luiz Inácio e Maria Osmarina, terem o mesmo sobrenome: Silva. O mais popular de Portugal – nossa terra mater, de onde viemos -, e do Brasil, de onde não pretendemos sair.

Silva, Luiz Inácio e Maria Osmarina, significa selva, floresta ou bosque.

Eu sei – e vocês também sabem: tem um outro líder popular por aí, que assumiu o poder recentemente. Ele é um horror. Não sei direito de onde veio, mas sei que ele defende o garimpo e os garimpeiros, o sequestro de terras indígenas, e não dá a mínima para a destruição do Meio Ambiente.

Continua após a publicidade

Não liga para a destruição da Selva, Silva’s!

Ele – gostaria que seu nome fosse inominável – também faz chacota com as mais profundas dores do outro, constantemente.

Mas esse líder surgiu, e trouxe uma multidão com ele. Sabe aquela gente que tomou o poder na ditadura e que achávamos que não existia mais? Pessoas que defendem a tortura e torturadores. Quem faz isso hoje em dia? Não se faz uma coisa dessas com inimigos desde a Guerra Fria. Ser contra a tortura é um valor universal! Quem não sabe disso?

Sim, eu sei, vocês sabem.

Lembram do Chico Mendes? Me falaram que vocês dois, Luiz Inácio e Maria Osmarina, choraram juntos sua morte. Tem acontecido coisas tão horríveis agora no Brasil profundo. Duas crianças indígenas yanomamis foram assassinadas na semana passada.

Imagino que vocês dois também tenham sofrido por isso.

Aliás, soube que tiveram a oportunidade de se ver, mas não se viram. Por pouco não se conheceram.

Parece que o Lula disse que a Marina Silva “demonstra momentos de raiva”. Parece que Marina Silva não foi em um encontro de seu grupo político com Lula.

Sim, eu também lembro, o grupo de Lula mentiu sobre Marina em um momento chave da história do país. Acontece que, pensando bem, não sei se conheço outros líderes populares que nasceram tão enraizados no Brasil real.

Vou parando por aqui, já que essa coluna está grande, muito grande.

O que quero dizer, Luiz Inácio e Maria Osmarina, é que a vida nos leva por caminhos nos quais somos obrigados a fazer escolhas, e escolhas têm consequências. Só que nela, na vida, nada é definitivo. A todo momento podemos mudar com o intuito de evoluir. Às vezes, é necessário recuar – a depender da gravidade do momento – e dar as mãos.

Quem sabe, com a ajuda de vocês, Luiz Inácio e Maria Osmarina, após se (re)conhecerem, eles, Lula e Marina Silva, possam deixar as diferenças de lado e focar no que é melhor para o país. Especialmente em um momento tão assustador, como este, em que a democracia está em risco.

Outro dia procurei uma foto de vocês dois. Não antiga, atual! Seria bom para o país ver os dois juntos agora, neste momento tão difícil. Ainda existem diferenças, eu sei. Mas há muito mais em comum, como vocês sabem.

Não acham?

Nem sou eu que estou dizendo, na verdade. É a vida de vocês que fala por si.

O presidente Lula ao lado da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva na cerimônia de instalação da Comissão Coordenadora do Programa Nacional de Florestas, no Palácio do Planalto, em Brasília (2004)
O ex-presidente Lula ao lado da então ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, na cerimônia de instalação da Comissão Coordenadora do Programa Nacional de Florestas, no Palácio do Planalto, em Brasília (2004) Joedson Alves/AE/VEJA
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês