Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

O novo recado de Gilberto Gil para Lula e Ciro Gomes

Entenda

Por Matheus Leitão Atualizado em 13 jul 2022, 12h28 - Publicado em 26 jun 2022, 12h36

Completando 80 anos neste domingo, 26, Gilberto Gil fez um desenho importante e qualificado – como tudo o que fez em sua vida – do quadro político mundial e nacional.

O cantor e compositor deu entrevista à Folha, na qual trata de sua riquíssima trajetória profissional, pessoal e espiritual, misturando-as com a avaliação desse momento polarizado no planeta.

Em relação ao Brasil – foco da coluna (apesar de incentivar que todos leiam a entrevista completa) – Gil não deixou de provocar Lula e elogiar Ciro Gomes.

O curioso é que o cantor e compositor já declarou o seu apoio ao petista em 2022, mas isso não fez com que o músico – pelo menos nessa entrevista – o veja de forma messiânica.

Perguntado como foi a conversa recente com Lula após renovar seu apoio ao petista, Gil devolveu o questionamento ao entrevistador:

“Você reconheceu  mudanças no olhar dele sobre o país? Eu não sei se poderia arriscar dizer que percebi mudanças”, afirmou.

Continua após a publicidade

Depois, continuou: “Sem dúvida, ele se manifesta, hoje, politicamente mais aberto. […] Não sei em que medida ele teria condições de se ‘transformar’, para usar entre aspas essa palavra, em um agente mais contemporâneo”.

Como já explicado pela coluna, Gil concordou, contudo, que o ex-presidente poderá, ao menos, pacificar o país diante do avanço da extrema-direita brasileira bolsonarista.

Depois, elogiou FHC, quando perguntado sobre ele, e aproveitou para, espontaneamente, dizer o seguinte sobre Ciro Gomes:

“Tenho muita admiração por Ciro também, pela capacidade da reteorização das questões da sociedade mundial e do Brasil. A releitura que ele faz das mazelas brasileiras, das omissões das elites, dos déficits na questão da abolição, da distribuição da riqueza talvez seja, do ponto de vista de uma nova visão teórica, a manifestação mais expressiva que a gente tem hoje no Brasil. Sinto muita pena que essa nova visão teórica do Ciro não esteja a serviço de toda a esquerda, toda a centro-esquerda brasileira”.

A declaração pode ser entendida como uma sinalização de que Ciro seria uma melhor opção “contemporânea” para o Brasil nesta eleição.

Quem é próximo de Gil, contudo, garante: trata-se apenas de uma visão de que Lula e Ciro deveriam voltar a andar juntos, como no passado, especialmente diante do horror de Jair Bolsonaro.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)