Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

O dado pouco conhecido das pesquisas que pode beneficiar Bolsonaro

Quase metade dos eleitores acha que presidente está fazendo o que pode pelo país

Por Matheus Leitão Atualizado em 8 ago 2022, 14h55 - Publicado em 4 ago 2022, 11h27

nova rodada Genial/Quaest traz um dado que ganhou pouco destaque mas que pode beneficiar o presidente Jair Bolsonaro faltando pouco menos de dois meses para as eleições.

O número de eleitores que acredita que Bolsonaro está fazendo o que pode para resolver os problemas do país aumentou. Em julho, eram 42%. Em agosto, são 45%. Ao mesmo tempo, os que acham que o presidente não está fazendo o que pode caiu de 52% para 51% no mesmo período.

“Ninguém viu. Mas 45% acham que Bolsonaro faz o que pode… é muita gente! Ele vai usar isso para se ‘cacifar’ e justificar os problemas”, afirmou Felipe Nunes, responsável pela pesquisa, à coluna.

Quando o dado é analisado de acordo com a escolha de voto, os números só melhoraram entre os eleitores do próprio Bolsonaro. Entre os que já declararam voto no presidente, 93% acham que ele está fazendo o que pode. Em julho, esse índice era de 86%. Em contrapartida, diminuiu o número de eleitores que não acham que ele está fazendo o que pode: em julho eram 10%. Agora, são 5%.

Entre os que declararam voto no ex-presidente Lula, 81% não acham que Bolsonaro está fazendo o que pode. Em julho, o índice era menor, de 79%. O número de eleitores de Lula que acham que Bolsonaro faz o que pode continuou o mesmo: 15%.

Como Felipe Nunes comentou, o presidente deve usar os números do cenário geral para justificar que seu governo está fazendo o possível para melhorar o país. Adotando medidas desesperadas como a PEC Kamikaze, o que Bolsonaro quer é tirar da memória dos eleitores os muitos erros cometidos no auge da pandemia e tentar usar as conquistas recentes para atrair votos.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)