Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

O inacreditável tiro no pé de Bolsonaro

Presidente usou termo pejorativo em live nesta quinta

Por Matheus Leitão Atualizado em 6 fev 2022, 07h54 - Publicado em 4 fev 2022, 15h58

O presidente Jair Bolsonaro não parece estar preocupado em recuperar a popularidade que vem perdendo em ano eleitoral.

Nesta quinta, 3, durante uma transmissão ao vivo, o presidente se referiu aos nordestinos como “pau de arara” ao cobrar seus assessores sobre a origem de Padre Cícero.

“Falaram que eu revoguei o luto de Padre Cícero. Lá do Pernambuco, é isso mesmo? Que cidade que fica lá? (silêncio) Cheio de pau de arara aqui e não sabem em que cidade fica Padre Cícero, pô? (mais silêncio). Juazeiro do Norte. Parabéns aí. Ceará, desculpa aí, Ceará”, disse.

O termo pejorativo faz parte da postura preconceituosa que o presidente já adotou em diversos momentos de sua carreira política. Bolsonaro faz piadas de mau gosto com frequência e não parece disposto a melhorar.

Em 2018, quando ainda era candidato à presidência, disse que era “apaixonado por uma filha de pau de arara” referindo-se a Michelle Bolsonaro , filha de nordestino.

Em 2019, outra piada de mau gosto. Bolsonaro afirmou que “daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão; tem que ter nada com esse cara”.

O presidente não é desrespeitoso apenas com nordestinos. Recentemente, ele foi proibido pela Justiça de usar os termos “lepra” e “leproso” para se referir à hanseníase e aos seus portadores.

O caso é grave. Nem mesmo em um ano eleitoral, com um desempenho ruim nas pesquisas de intenção de voto e com pouca expressão no Nordeste, o presidente ajusta sua conduta e decide ser mais respeitoso com os brasileiros

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)