Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Marcela Rahal

Por Marcela Rahal Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Jornalista, repórter e apresentadora. Blog de informação e análise do cenário político nacional
Continua após publicidade

Relator da desoneração: governo tenta reverter derrotas ‘no tapetão’

Em live de VEJA, senador Angelo Coronel criticou 'judicialização' do tema e defendeu que o Executivo recue de ação no STF em nome da 'harmonia'

Por Da Redação
Atualizado em 9 Maio 2024, 11h52 - Publicado em 30 abr 2024, 08h42

O relator do projeto de desoneração da folha de pagamentos de empresas e municípios, senador Angelo Coronel (PSD-BA), foi o entrevistado do programa Ponto de Vista, de VEJA, nesta terça-feira, 30. O parlamentar, que também é relator do Orçamento de 2025, falou sobre a suspensão de parte da desoneração pelo STF, a pedido do governo Lula, por meio da AGU.

Questionado sobre a ação do governo no Supremo, o senador afirmou que “a AGU cometeu um ato insano ao colocar na ADI fatos e premissas inexistentes” e disse se tratar de falácia o fato de que não pode gerar novas despesas sem também prever a fonte de receita, conforme argumentou o governo. “O Congresso Nacional colocou fontes alternativas de receita geral”, disse Coronel.

“Essa peça da AGU foi uma mentira grande, eu acho que constrangeu até o ministro (Cristiano) Zanin. Mas o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, já entrou com recurso e esperamos que o Supremo veja na peça que as fontes de receita estão lá grafadas para fazer frente a essas novas despesas com a desoneração das prefeituras e dos 17 segmentos de empresas”, acrescentou o parlamentar.

Angelo Coronel também classificou a ação do governo no Supremo como “um absurdo” e lembrou que, durante a tramitação, o Planalto não procurou os parlamentares para possíveis mudanças no texto. “Depois que nós votamos quase com unanimidade tanto no Senado quanto na Câmara, o governo vai e veta. Depois o Congresso derruba o veto, aí o governo edita uma medida provisória”, lembrou

“A gente vê que o Ministério da Fazenda quis afrontar o Congresso Nacional. E como ele viu que perdeu todas as batalhas, judicializou. Correu da raia do diálogo, do entendimento e foi tentar reverter no tapetão”, acrescentou o senador.

Continua após a publicidade

Sobre o programa

O Ponto de Vista é apresentado por Marcela Rahal, sempre transmitido ao vivo, às 12h, e também trata das principais notícias do dia com o colunista Robson Bonin.

Você pode participar mandando sua pergunta em nossas redes sociais ou pelo chat.

A entrevista é transmitida simultaneamente no YouTube e na homepage da VEJA, e para os inscritos no canal da VEJA no WhatsApp.

YouTube: https://www.youtube.com/c/veja

Inscreva-se nos canais da VEJA nas redes sociais e fique por dentro de tudo sobre o novo programa.

Continua após a publicidade

Facebook: https://www.facebook.com/Veja/

Instagram: https://www.instagram.com/vejanoinsta/

Leia mais sobre o Ponto de Vista e sobre os bastidores da política nacional:

https://veja.abril.com.br/coluna/marcela-rahal

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.