Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse, Diogo Magri, Victoria Bechara e Sérgio Quintella. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Só no Brasil: a obra bilionária que já foi inaugurada por três presidentes

Michel Temer, Dilma Rousseff e Jair Bolsonaro comemoraram finalização de obras do mesmo projeto

Por Tulio Kruse Atualizado em 14 fev 2022, 11h25 - Publicado em 14 fev 2022, 09h23

A inauguração de novos trechos da transposição do Rio São Francisco reavivou uma velha disputa pelos dividendos eleitorais do projeto bilionário. As águas do Velho Chico chegaram a pontos do Rio Grande do Norte na semana passada, o que marca a etapa final das obras. Desde 2015, vários trechos já foram inaugurados por Dilma Rousseff, Michel Temer e, agora, Jair Bolsonaro.

Nos últimos dias, o ex-presidente Lula foi às redes para reivindicar a paternidade do projeto: “Só espero que Bolsonaro, que está fazendo viagem para inaugurar o pedacinho que ele concluiu, que ele tenha a coragem de dizer ‘eu estou inaugurando aqui, mas quem começou essa obra foi o presidente Lula'”.

A mensagem gerou reações entre os defensores do governo: o deputado federal Eduardo Bolsonaro chegou a dizer que “o nordestino ainda estaria passando sede” caso Lula fosse presidente. O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, disse que a obra “não tem dono”.

Não é a primeira vez que os petistas chamam atenção para seu papel no empreendimento, que teve início há mais de 12 anos. Em 2017, Dilma e Lula chegaram a fazer uma “inauguração alternativa” de obras do Eixo Leste, que já haviam sido inauguradas por Temer dias antes.

A transposição sofreu diversos atrasos ao longo de anos. O cronograma original do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) previa para dezembro de 2012, ainda no primeiro mandato de Dilma, a conclusão do Eixo Norte, que teve trechos inaugurados por Bolsonaro. O orçamento inicial para a obra, em 2007, era de 5 bilhões de reais, previsão que virou cerca de 12 bilhões de reais para conclusão das obras.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)