Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse, Diogo Magri, Victoria Bechara e Sérgio Quintella. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Saiu da cadeia outro dia’, diz Datena sobre Valdemar, do PL de Bolsonaro

Apresentador reagiu à informação de que o presidente do partido vê dificuldade em sua candidatura pelo fato de Datena ter 'coisa no passado'

Por João Pedroso de Campos Atualizado em 20 Maio 2022, 17h16 - Publicado em 20 Maio 2022, 16h20

O apresentador José Luiz Datena, pré-candidato ao Senado em São Paulo pelo PSC, reagiu nesta sexta-feira, 20, à informação publicada pelo Radar de que o presidente do PL (partido do presidente Jair Bolsonaro), Valdemar Costa Neto, prevê dificuldades para Datena concretizar a candidatura porque ele teria “coisa no passado”. “Ele saiu da cadeia outro dia”, diz Datena, referindo-se à prisão de Costa Neto após sua condenação no julgamento do mensalão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Ele ficou detido entre 2013 e 2014 em Brasília.

“Não pode o Valdemar Costa Neto dizer que eu tenho coisa no passado. Se ele acha isso, manda ele revelar, manda ele dizer que coisa é essa que eu tenho no passado. Eu sei o que ele tem no passado, ele saiu da cadeia outro dia. O Brasil inteiro sabe. Ele não tava na cadeia outro dia, o Valdemar? Manda ele dizer o que eu tenho no passado. Não venha falar do meu passado, que meu passado eu procuro mantê-lo ilibado. Não pode o cara que saiu da cadeia me encher o saco”, disse Datena a VEJA pouco antes de entrar no ar em seu Brasil Urgente, na TV Bandeirantes.

Com o programa ao vivo, Datena falou, sem citar Costa Neto, em “bandidos” que “saíram da cadeia outro dia falando bobagem da vida dos outros”.

A VEJA, Datena deixou em aberto a possibilidade de não concorrer ao Senado, no que seria a quarta tentativa frustrada de entrar na política — ele já foi cogitado como candidato nas eleições de 2016, 2018 e 2020. “Se eu tiver que ser candidato, o presidente quiser, o Tarcísio quiser, eu serei. Se não quiserem que não seja, não serei, mais uma vez a política vai me jogar pra fora”, disse.

As declarações rebatidas pelo apresentador foram dadas por Valdemar Costa Neto em um almoço promovido nesta sexta-feira pelo Esfera Brasil. Segundo informou o Radar, o ex-deputado também lembrou que o jornalista já criticou muitos políticos, o que poderia ser explorado por adversários, mas disse torcer pela candidatura e que o apresentador seria “imbatível” nas urnas. Está reservada a Datena a vaga ao Senado na chapa do candidato do Republicanos ao governo de São Paulo, o ex-ministro bolsonarista da Infraestrutura Tarcísio de Freitas.

Desde que se intensificaram as tratativas para integrar a chapa bolsonarista em São Paulo, nas últimas semanas, o apresentador da Band vem se queixando de ser alvo de fogo amigo de militantes e políticos que não o querem como aliado de Bolsonaro e Tarcísio. Caso Datena desista, um dos nomes cogitados para ocupar seu lugar é o do ex-presidente da Fiesp Paulo Skaf, recém-filiado ao Republicanos, partido de Tarcísio Gomes de Freitas.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)