Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho e Isabella Alonso Panho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

‘Pessoas que tentaram dar o golpe serão punidas’, diz Lula na África

Petista se reuniu com o presidente de Cabo Verde, José Maria Neves, e prometeu retomar relação com o continente africano

Por Da Redação Atualizado em 14 Maio 2024, 00h11 - Publicado em 19 jul 2023, 16h25

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se encontrou com o presidente de Cabo Verde, José Maria Neves, nesta quarta-feira, 19, e voltou a dizer que os envolvidos nos atos golpistas de 8 de janeiro, em Brasília, serão punidos. Em pronunciamento após a reunião, o petista afirmou que “o Brasil não quer mais voltar ao obscurantismo de regimes autoritários”.

“Eu quero agradecer, presidente, e dizer que eu voltarei aqui, mas espero encontrá-lo em várias outras oportunidades. Os valores da democracia voltaram a reinar no Brasil. Você acompanhou a tentativa de golpe no dia 8 de janeiro. As pessoas que tentaram dar o golpe serão punidas, porque o Brasil não quer mais voltar ao obscurantismo de regimes autoritários. O Brasil quer democracia, o Brasil respira democracia, o Brasil precisa de democracia e o mundo precisa de democracia”, declarou. 

Sem citar o nome do ex-presidente Jair Bolsonaro, Lula também criticou o governo anterior, que chamou de negacionista, e disse que o Brasil poderia ter ajudado o continente africano com a produção de vacinas contra a Covid-19. “Mas, lamentavelmente, nós tivemos um desgoverno que não cumpriu com aquilo que era essencial de cuidar do ser humano”, disse.  

Lula ainda prometeu retornar a Cabo Verde para uma “discussão mais profunda” sobre os países e ressaltou o desejo de retomar a relação com o continente africano. “A verdade é que o Brasil ficou afastado do mundo durante os últimos seis anos e da África também. Nós, brasileiros, fomos formados pelo povo africano. A nossa cultura, a nossa cor, o nosso tamanho é resultado da miscigenação entre índios, negros e europeus. Nós temos uma profunda gratidão ao continente africano por tudo que foi produzido durante 350 anos de escravidão no nosso país”, afirmou.

Continua após a publicidade

 

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.