Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Pesquisa aponta as melhores e as piores rodovias do Brasil; veja ranking

Levantamento da CNT avalia condições de 111 mil quilômetros de estradas em todo o país

Por Da Redação
29 nov 2023, 17h28

Apesar de contar com a quarta maior malha rodoviária do mundo, o Brasil tem pouco a se orgulhar de boa parte de suas rodovias. Dos mais de 111 mil quilômetros de estradas pavimentadas, mais de dois terços estão em condições ruins ou péssimas. Os dados constam na edição mais recente da Pesquisa CNT de Rodovias, estudo anual da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) publicado nesta quarta-feira, 29.

Em 2023, a pesquisa identificou problemas em 67,5% das rodovias brasileiras, enquanto 24,6% apresentam situação satisfatória e apenas 7,9% estão em ótimas condições — o equivalente a cerca de 8.800 quilômetros de estradas. O estudo ainda identificou 2.648 pontos críticos na malha rodoviária, que incluem buracos grandes, quedas de barreiras, erosões nas pistas e pontes caídas ou muito estreitas.

O levantamento da CNT considera quatro critérios principais: estado geral da rodovia, pavimentação, sinalização e geometria (traçado).

Quais são a melhor e a pior rodovia do Brasil?

Entre as melhores rodovias do Brasil, o topo do ranking ficou com a ViaLagos (RJ-124). Com 57 quilômetros de extensão, a estrada percorre a área litorânea da Região dos Lagos, entre os municípios de Rio Bonito e São Pedro da Aldeia, e recebeu avaliação ótima nas quatro dimensões da pesquisa. A ViaLagos é mantida pela concessionária CCR, que opera um total de 3.615 quilômetros de rodovias em cinco estados brasileiros.

Continua após a publicidade

Já a lanterna da lista ficou com a rodovia Torquato Tapajós (AM-010), também conhecida como Deputado Vital de Mendonça, que percorre 250 quilômetros entre a cidade de Manaus e o município de Itacoatiara. Mantida pelo governo do Amazonas, a estrada foi construída na década de 1960 e, apesar do projeto de reforma anunciado pelo Executivo estadual orçado em 401 milhões de reais, ainda apresenta condição geral precária e ocupa o 520º lugar no ranking.

Confira as melhores e as piores rodovias do país:

 

As cinco melhores

  1. ViaLagos (RJ-124): 57 quilômetros entre Rio Bonito (RJ) e São Pedro da Aldeia (RJ)
  2. Raposo Tavares (SP-270): 272 quilômetros entre Presidente Epitácio (SP) e Ourinhos (SP)
  3. Comandante João Ribeiro de Barros (SP-225): 225 quilômetros entre Itirapina (SP) e Santa Cruz do Rio Pardo (SP)
  4. Belém-Brasília (BR-153): trecho de 180 quilômetros entre Aliança do Tocantins (TO) e Talismã (TO)
  5. Elyeser Montenegro (SP-463): 192 quilômetros entre Ouroeste (SP) e Clementina (SP)

As cinco piores 

  1. Torquato Tapajós (AM-010): 250 quilômetros entre Manaus e Itacoatiara (AM)
  2. PB-400: 102 quilômetros entre Cajazeiras (PB) e Conceição (PB)
  3. Marechal Rondon (BR-364): trecho de 761 quilômetros entre Cruzeiro do Sul (AC) e Acrelândia (AC)
  4. PE-096: 50 quilômetros entre Palmares (PE) e Barreiros (PE)
  5. MA-106: 228 quilômetros entre Governador Nunes Freire (MA) e Alcântara (MA)
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.