Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho e Isabella Alonso Panho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

“Mandem seus filhos para a escola no dia 20”, diz Tarcísio, após boatos

Governador promete forte esquema de segurança e anunciou a detenção de 35 pessoas que espalhavam mentiras

Por Sérgio Quintella Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 19 abr 2023, 15h54 - Publicado em 19 abr 2023, 15h36

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), vai aumentar o efetivo de policiais nas ruas do estado na quinta-feira, 20, depois da propagação de boatos em redes sociais sobre possíveis ataques a escolas. Muitas instituições paulistas, públicas e particulares, não darão falta aos alunos, em razão do medo que muitos pais estão de mandar suas crianças para as aulas nesse dia. “Vamos ter um tremendo esquema policial dia 20, que vai envolver todas as corporações. O comandante-geral da PM, a Rota, o Baep e todas as outras unidades estarão nas ruas. Vamos ter um dia de normalidade. Mande seu filho para a escola no dia 20, seja ela pública ou particular. Vamos estar lá para garantir a segurança de todos”, afirmou Tarcísio à reportagem de VEJA.

Nos últimos dias, a Polícia Civil detectou diversas ameaças falsas e localizou seus autores. Ao todo, oito adultos foram presos e 27 adolescentes foram fichados por espalhar terror e desinformação na internet. “Nossa inteligência fez um trabalho forte e prendemos várias pessoas que estavam incitando o ódio nas redes As postagens foram apagadas e tiramos essas pessoas de circulação. Essas pessoas que tentaram impor o terror querem tirar a tranquilidade dos pais, professores, de todos. Uma grande maldade com nossas crianças. Não vamos permitir”, concluiu o governador.

Na semana passada, o governo anunciou a contratação de 550 psicólogos e de 1 000 seguranças privados (desarmados) para atuar de forma emergencial nas mais de 5 000 unidades educacionais estaduais paulistas. O aviso foi feito na Escola Estadual Thomazia Montoro, alvo de um atentado provocado por um aluno, que culminou com a morte de uma professora.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.