Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Fachin pede informações a senador pró-garimpo que entrou na Terra Yanomami

Presidente da comissão externa criada pelo Senado para monitorar a crise humanitária da etnia, em Roraima, Chico Rodrigues foi sozinho ao território

Por João Pedroso de Campos Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 2 mar 2023, 19h17 - Publicado em 2 mar 2023, 17h25

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o senador Chico Rodrigues (PSB-RR), presidente da Comissão Externa Yanomami, criada pelo Senado para monitorar a crise na terra indígena em Roraima, preste informações ao STF sobre o fato de ter ido sozinho ao território. Rodrigues costuma defender abertamente o garimpo e os garimpeiros e é alvo de uma ação no Supremo movida pela Urihi Associação Yanomami, que pede que o senador seja impedido de entrar na terra indígena. Conforme a decisão divulgada hoje, Rodrigues tem dez dias para enviar respostas ao STF.

O mandado de segurança protocolado pela associação afirma que Chico Rodrigues faz parte de um colegiado, composto por outros quatro senadores, e não deveria ir sozinho ao território da etnia, já que “os parlamentares, individualmente, não podem realizar fiscalizações”.

“Apesar do óbvio, o Presidente da Comissão – notório defensor dos garimpeiros – no dia 20 de fevereiro, isoladamente, desembarcou no território indígena Yanomami, causando elevado desconforto e aumentando ainda mais a crise na localidade”, diz a ação. “Os Yanomamis compreendem que o Presidente da CTEYANOMAMI (comissão temporária externa) é um contumaz defensor dos garimpeiros que tanto mal fizeram ao povo yanomami e, naquela ocasião, sem os demais parlamentares, o povo diretamente atingindo não tinha a quem falar”, completa o documento.

O parlamentar, que se notabilizou por ter escondido dinheiro na cueca em uma operação da Polícia Federal, em outubro de 2020, tem defendido a retirada “pacífica” dos garimpeiros ilegais da Terra Yanomami. Rodrigues chegou a dizer, em dezembro de 2021, que ficou com os olhos marejados ao ver equipamentos do garimpo ilegal sendo destruídos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.