Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
José Casado Por José Casado Informação e análise

A eternidade, segundo Pacheco e Kassab

Conversas sobre a candidatura do presidente do Senado avançam, mas parecem intermináveis

Por José Casado Atualizado em 9 jan 2022, 05h13 - Publicado em 9 jan 2022, 09h00

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, e Gilberto Kassab, presidente do PSD, atravessaram os últimos dias conversando sobre o rumo da campanha presidencial. 

Kassab já lançou e relançou a candidatura de Pacheco. O senador mineiro ingressou no PSD, tem consultado especialistas em diferentes áreas, se exercitado em debates com plateias escolhidas e fechadas, mas ainda reluta em se apresentar publicamente como candidato.

Pacheco prefere esperar até abril, quando acredita que o quadro da competição estará mais nítido com definições mais precisas sobre os níveis de rejeição de Lula, Jair Bolsonaro e Sergio Moro. 

Kassab, ao contrário, tem pressa.

Depois de muita conversa, definiram fevereiro como prazo. Mas com margem de flexibilidade. O balé continua. Pacheco e Kassab parecem estar em busca de uma redefinição do significado de eternidade. 

Continua após a publicidade

Publicidade