Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Venezuela está “toda indignada e comovida” com assassinato de opositor da ditadura amiga do PT

"É um regime criminoso disposto a tudo para manter o poder", diz Maria Corina Machado

Por Felipe Moura Brasil Atualizado em 31 jul 2020, 00h01 - Publicado em 26 nov 2015, 10h26
Venezuela

Corina discursa em San Antonio Del Golfo: “Aconteça o que acontecer, no dia 7 de dezembro começa uma nova Venezuela”

O assassinato de um dirigente do partido de oposição Ação Democrática (AD) na quarta-feira (25), durante um comício, deixou a “Venezuela toda indignada e comovida”, segundo a deputada Maria Corina Machado.

“Não se tratam de acontecimentos isolados. É um regime criminoso disposto a tudo para manter o poder. O mundo tem que reagir”, escreveu ela no Twitter.

Luis Manuel Díaz morreu atingido por tiros disparados de dentro de um carro, em Altagracia de Orituco, a 160 quilômetros a sudeste de Caracas.

Ele estava em um palanque, ao lado de Lilian Tintori, mulher de Lepoldo López, o líder do partido oposicionista Vontade Popular (VP) que foi condenado em setembro a quase 14 anos de prisão.

(Detalhe: um promotor de Justiça foragido acusou a ditadura amiga do PT de tê-lo pressionado para forjar provas que justificassem a prisão e a condenação de López, a quem senadores brasileiros de oposição foram proibidos de prestar uma visita na cadeia quando estiveram no país.)

asesinato-Luis-Manuel-Diaz-finalizar_LPRIMA20151126_0002_31

Lilian Tintori e Luis Manuel Díaz

Lilian Tintori escreveu no Twitter uma série de mensagens:

– “Denunciarei em detalhes o terror, o acosso e a violência do regime.”

– “Hoje sofri dois atentados em Altagracia de Orituco.”

– “Nossas condolências à família Días, irmãos de Adguarico.”

– “Dor profunda pelo assassinato de Luiz Manuel Díaz em um ato da unidade.”

Continua após a publicidade

Captura de Tela 2015-11-26 às 11.17.48

O porta-voz da Ação Democrática, Henry Ramos Allup, responsabilizou o Partido Socialista Unido da Venezuela (Psuv, o partido do governo) e supostos aliados de Maduro, incluindo grupos armados, pelo assassinato de Siaz e por outros ataques a membros da oposição ocorridos em menos de 48 horas na Venezuela, que está em campanha eleitoral para as eleições parlamentares de 6 de dezembro.

“Queremos dizer que o Estado venezuelano é responsável, por ação e omissão, por qualquer ato de violência na Venezuela. O incitamento à violência feito ao mais alto nível do Estado semeia o ódio”, diz o comunicado da Mesa de Unidade Democrática, que agrupa os partidos da oposição.

Cúmplice moral da violência na Venezuela, Dilma Rousseff, como de costume, está calada.

Pouco antes do crime, no entanto, Corina havia agradecido ao senador tucano Aloysio Nunes pela “solidariedade” demonstrada em seu discurso – traduzido para o espanhol em vídeo do Youtube – na Comissão de Relações Exteriores do Senado brasileiro na terça-feira.

“É uma indignação o que estamos vendo na Venezuela”, dissera Nunes.

“O mundo democrático tem seu olhos sobre a Venezuela e não permitirá o atropelo da soberania popular”, acrescentou Corina.

O fato é que todos que ameaçam o poder de gente sem escrúpulos correm risco de vida.

Este blog torce para que os integrantes da Operação Lava Jato se mantenham sempre seguros.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=CRc1VxBfRKc?feature=oembed&w=500&h=281%5D

* Veja também aqui no blog:
– Candidato de Lula perde na Argentina e vencedor virá ao Brasil educar Dilma Rousseff (Macri quer suspender Venezuela do Mercosul)

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês