Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Educação Sentimental Por Betty Milan Nós hoje tendemos a focalizar só os fatos. Com isso, perdemos de vista a vida que, sendo o nosso maior bem, é efêmera. Como a vida tanto depende da atualidade quanto dos sentimentos, vou andar na contramão e falar sobretudo deles

Penso nos outros, logo existo

Da famosa frase de Descartes, Penso, logo existo, Jacques Lacan, por ser psicanalista e trabalhar com a palavra para decifrar o inconsciente, fez: Digo, logo existo. Deu prioridade ao discurso, e não ao pensamento. Da mesma frase de Descartes, meu amigo Carlito Maia, por ser um filósofo popular brasileiro, fez: Penso nos outros, logo existo. […]

Por Marcos Rogério Lopes Atualizado em 30 jul 2020, 22h25 - Publicado em 27 jun 2016, 09h00
Título é uma adaptação da famosa frase de Descartes: ' Penso, logo existo'

Título é uma adaptação da famosa frase de Descartes: ‘ Penso, logo existo’

Da famosa frase de Descartes, Penso, logo existo, Jacques Lacan, por ser psicanalista e trabalhar com a palavra para decifrar o inconsciente, fez: Digo, logo existo. Deu prioridade ao discurso, e não ao pensamento. Da mesma frase de Descartes, meu amigo Carlito Maia, por ser um filósofo popular brasileiro, fez: Penso nos outros, logo existo. Priorizou a generosidade, incitando seus conterrâneos a serem solidários.

nadinha

No Japão, é hábito varrer a rua, levando a sujeira para dentro de casa, a fim de jogá-la no lixo. O espaço coletivo importa tanto quanto o espaço privado. Ao contrário das grandes cidades do Ocidente, Tóquio é uma metrópole incrivelmente limpa. Por isso, horrorizado com a sujeira de Paris, um grupo de turistas japoneses decidiu limpar as ruas de Montmartre, manifestando sua solidariedade e ensinando que a cidade faz parte do patrimônio universal. A mesma lição deram os torcedores japoneses durante a Copa do Mundo no Brasil, em 2014: terminados os jogos do seu time, se agachavam nas arquibancadas para recolher o lixo e levavam para fora sacos e sacos cheios da má-educação dos outros.

Continua após a publicidade

Publicidade