Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

É tudo história

Por Coluna
O que é fato e ficção em filmes e séries baseados em casos reais
Continua após publicidade

‘The Girl from Plainville’: A chocante história de um suicídio induzido

Série estrelada por Elle Fanning e Chlöe Sevign, disponível no Starzplay, retrata caso de um rapaz que se matou incentivado pela namorada

Por Kelly Miyashiro Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 20 jul 2022, 12h11

Há oito anos, em 13 de julho de 2014, Conrad “Coco” Roy tirou a própria vida no estacionamento de um supermercado em Fairhaven, Massachusetts, nos Estados Unidos. O jovem de apenas 18 anos se trancou dentro de sua caminhonete e morreu intoxicado por monóxido de carbono. O suicídio decorrente de uma depressão profunda se desdobrou em um julgamento midiático que abalou o estado americano até 2020. A razão disso foi a descoberta de que Michelle Carter, namorada de Roy então com 17 anos, o incentivou a se matar através de várias mensagens de texto enviadas pelo celular. A história real inspirou a série The Girl from Plainville (A Garota de Plainville, em tradução livre) – Plainville vem a ser a cidade da jovem. A produção da plataforma americana Hulu está disponível no Brasil pelo Starzplay e tem Elle Fanning e Colton Roy como intérpretes do casal Michelle e Conrad, respectivamente.

Baseada no artigo do jornalista Jesse Barron na Esquire, a série The Girl from Plainville é bem fiel à realidade, com poucas modificações em relação ao que aconteceu, além de uma caracterização quase perfeita da jovem Michelle Carter em Elle Fanning. O enredo narra como a namorada de Conrad Roy se apresentou à família dele após a morte, agindo como se fosse uma viúva, apesar de quase ninguém ter conhecimento do relacionamento entre eles, principalmente a mãe do garoto, Lynn (interpretada por Chlöe Sevigny na ficção). Como na série, os namorados realmente se conheceram durante uma viagem de férias na Flórida e passaram a se corresponder via SMS, tendo se encontrado pouquíssimas vezes. Entretanto, na vida real, a mãe do rapaz conheceu Michelle uma vez antes da morte dele e não depois como retratado na trama. Após o velório, policiais decidiram olhar o celular da vítima e descobriram mensagens perturbadoras de Michelle com instruções de como cometer suicídio.

Michelle Carter, a jovem que induziu namorado ao suicídio em Massachusetts
Michelle Carter, a jovem que induziu namorado ao suicídio em Massachusetts, em seu julgamento na vida real (Reprodução/Getty Images)

The Girl From Plainville usou como artifício colocar a maioria dos diálogos entre eles como se tivessem sido pessoalmente, sendo que foram apenas virtuais. A série também é fiel ao fato de que, após investigações, uma procuradora decidiu indiciar Michelle por homicídio involuntário do namorado, mesmo com o risco de derrota nos tribunais. Durante o julgamento, foi mostrado que ambos tinham histórico de depressão, que Roy já havia tentado se matar antes e que ela sofria de distúrbios alimentares. A jovem dispensou o júri, cabendo a decisão apenas ao juiz. Para o magistrado, pesou o fato de que a garota tinha conversado por telefone com o parceiro pouco antes de ele morrer, mostrando que ele queria desistir, mas ela não deixara. “Ele queria parar, mas eu mandei ele voltar para a p**** do carro”, admitiu a ré em uma mensagem enviada a uma colega de escola conversa detalhada na série.

Continua após a publicidade

Apesar de não existir uma lei que proíba o suicídio assistido, a Justiça americana a condenou depois de poucas semanas de julgamento, em 2017. O juiz Lawrence Moniz argumentou que Michelle poderia ter impedido a morte, mas fez justamente o contrário, com uma “conduta devassa e imprudente”. Michelle Carter foi sentenciada a 15 meses de prisão, mas cumpriu apenas 11 por bom comportamento. A produção disponibilizada semanalmente no Starzplay conta a história até esta parte. Atualmente, Michelle Carter segue morando em Plainville, mas vive reclusa em casa. A família de Conrad Roy luta para aprovar a ‘Lei de Conrad’ em Massachusetts para que pessoas sejam condenadas a pegar até cinco anos de prisão por coagir alguém a tirar a própria vida.

Confira o trailer de The Girl from Plainville, do Starzplay:

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.