Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Clarissa Oliveira

Notas sobre política e economia. Análises, vídeos e informações exclusivas de bastidores
Continua após publicidade

Gilmar Mendes: ‘Maior contribuição de Bolsonaro foi devolver Moro ao nada’

Na estreia da nova temporada do Amarelas On Air, decano do STF faz duras críticas ao ex-juiz e critica modelo de seleção do Judiciário

Por Clarissa Oliveira Atualizado em 5 abr 2023, 06h28 - Publicado em 4 abr 2023, 20h00

Crítico declarado da Operação Lava-Jato, o decano do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, enxerga no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro uma “contribuição” importante para o Brasil: ter tirado Sergio Moro da Vara Federal de Curitiba. Sem economizar na acidez dos comentários sobre o ex-juiz, Gilmar Mendes avalia que este foi o marco fundamental para que Moro fosse devidamente devolvido “para o nada”.

+Confira mais notícias sobre o Amarelas On Air, programa de entrevistas de VEJA

Em entrevista concedida a esta colunista na abertura da terceira temporada do Amarelas On Air, Gilmar Mendes relembra um diálogo que teve com o agora ex-ministro da Economia Paulo Guedes, ainda em 2018. Segundo ele, Guedes se vangloriava da escolha de Sergio Moro para o Ministério da Justiça, defendendo que era preciso um nome de “Law and Order”, inglês para Lei e Ordem.

Mendes, ironizando o uso frequente de expressões em língua inglesa por Guedes, engatou: “Eu disse – ministro, ‘stop’. Pare. Deixa eu lhe falar. Muita gente, amiga minha, no Congresso, diz que o senhor, os senhores, o governo têm problemas hoje. Ninguém sabe se os senhores vão sobreviver ou não, se o governo dos senhores vai avante ou não. Coloque isso na sua biografia. Ter tirado Moro de Curitiba talvez tenha sido sua maior contribuição para o Brasil”, disse o ministro do STF.

Continua após a publicidade

“Posteriormente, um dia escutei do próprio Bolsonaro: ‘Ministro, a gente demorou muito para aprender a governar, etc. Por exemplo, se já tivesse passado um ano, eu não teria trazido Sergio Moro para o governo”. “Eu disse, não! Foi uma boa contribuição, uma boa contribuição do governo, talvez uma das suas grandes obras tê-lo trazido para o governo e depois tê-lo devolvido para o nada”, emendou Gilmar Mendes. “A mim, me parece que ele é um sujeito inadequado, já como juiz.”

Gilmar Mendes toma por base o exemplo de Sergio Moro para criticar o sistema jurídico brasileiro. Mas afirma que o ex-juiz produziu “filhotes”, como Deltan Dallagnol, Marcello Miller,  Marcelo Bretas e Selma Arruda. para o ministro, esses são apenas alguns exemplos de que é preciso rever o modelo de seleção e de supervisão desses profissionais. Para ele, é necessária uma discussão aprofundada sobre quarentena e inelegibilidade desses quadros, por exemplo. “Estamos produzindo umas estrovengas, algumas coisas muito esquisitas.”

Sobre o Amarelas On Air

Com apresentação desta colunista, o Amarelas On Air inspirou-se nas tradicionais Páginas Amarelas, que estampam a edição impressa de VEJA. A cada semana, o programa recebe um novo convidado, sempre um nome relevante da cena política e econômica.

Continua após a publicidade

O programa é parte da estratégia digital de VEJA, que contempla a expansão da área de vídeo e de projetos multimídia. O programa estreou em setembro do ano passado e, desde então, recebeu grandes nomes da cena política e econômica do país. A entrevista será transmitida simultaneamente no YouTube, Facebook e Twitter. Também ganhará versões para Instagram e LinkedIn.

Inscreva-se nos canais de VEJA nas redes sociais e fique por dentro de tudo sobre o programa.

YouTube: https://www.youtube.com/c/veja
Facebook: https://www.facebook.com/Veja/
Instagram: https://www.instagram.com/vejanoinsta/

Leia mais sobre o Amarelas On Air e sobre bastidores da política nacional em https://veja.abril.com.br/blog/clarissa-oliveira/

Continua após a publicidade

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.