Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Neurônio acelerado

“Temos condições de acelerar o carro”. Dilma Rousseff, durante a entrevista a oito jornalistas que ainda convalescem do falatório em dilmês, revelando que o neurônio solitário decidiu pisar no acelerador para chegar ao brejo primeiro que a vaca.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 02h41 - Publicado em 10 nov 2014, 00h40

“Temos condições de acelerar o carro”.

Dilma Rousseff, durante a entrevista a oito jornalistas que ainda convalescem do falatório em dilmês, revelando que o neurônio solitário decidiu pisar no acelerador para chegar ao brejo primeiro que a vaca.

Publicidade