Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Companheiro afoito

“Essa demolição é mais uma etapa cumprida do cronograma da obra. Para nós, é motivo de orgulho atingir essa etapa”. Agnelo Queiroz, governador do Distrito Federal, ao comemorar com antecedência a implosão da arquibancada do estádio Mané Garrincha, que depois de duas tentativas frustradas ficou para quando Deus quiser ou a FIFA ordenar.

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 11h59 - Publicado em 16 Maio 2011, 18h21

“Essa demolição é mais uma etapa cumprida do cronograma da obra. Para nós, é motivo de orgulho atingir essa etapa”.

Agnelo Queiroz, governador do Distrito Federal, ao comemorar com antecedência a implosão da arquibancada do estádio Mané Garrincha, que depois de duas tentativas frustradas ficou para quando Deus quiser ou a FIFA ordenar.

Publicidade