Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Turismo espacial: as quatro empresas que podem nos levar para o espaço

A mais famosa delas é a companhia do bilionário Richard Branson, Virgin Galactic, que já conseguiu cerca de 700 inscrições para seu projeto de viagem no espaço

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2016, 15h58 - Publicado em 8 mar 2016, 13h42
A empresa do bilionário Richard Branson, Virgin Galactic, já conseguiu cerca de 700 inscrições para seu projeto de viagem no espaço

A competição entre as empresas que querem tornar o turismo espacial uma realidade está esquentando. Imagens capturadas por astronautas como Scott Kelly, ou por robôs como o Curiosity, da Nasa, representam o sonho de muitas pessoas que têm vontade de conhecer o espaço. As viagens pelo Universo, reservadas à imaginação de grande parte da população mundial, estão cada vez mais próximas da realidade. E algumas companhias se esforçam para se tornarem as primeiras a levar qualquer terráqueo para o espaço – desde que se tenha uma boa quantia para investir.

Leia também:

Pouso de foguete da SpaceX realiza feito histórico

Nasa divulga pôsteres que ilustram o futuro das viagens planetárias

A mais famosa delas é a companhia do bilionário Richard Branson, Virgin Galactic, que já conseguiu cerca de 700 inscrições para seu projeto de viagem no espaço. Muitos famosos estão na lista, incluindo o casal Angelina Jolie e Brad Pitt e o famoso físico Stephen Hawking. A viagem, que conta com um treinamento prévio, custa 250.000 dólares.

Conheça abaixo as companhias que podem te levar para o espaço:

http://videos.abril.com.br/veja/id/8423eb8f1e0770f377eb4e0018d03eeb
1 – Virgin Galactic

Continua após a publicidade

Após a da destruição da nave SpaceShipOne, que explodiu durante um teste em outubro de 2014 matando o copiloto, a Virgin Galactic, de Richard Branson, ressurge com a SpaceShipTwo, que foi projetada para carregar seis pessoas, mais dois pilotos em uma trajetória de 100 quilômetros ao espaço.
WhiteKnightTwo é uma espaçonave com quatro motores, responsável por levar em segurança a SpaceShipTwo até 15.200 metros de altura e liberá-la para que chegue ao espaço. Os tripulantes recebem um treinamento de três dias, que prepara os “astronautas” até o dia do lançamento. A base da companhia é localizada no Novo México.
De acordo com a empresa, as cabines internas da espaçonave são bastante confortáveis e espaçosas, possibilitando que seus tripulantes vivenciem alguns minutos de gravidade zero, antes que todos voltem à Terra. A companhia lançou sua nova espaçonave, SpaceShipTwo, em 19 de fevereiro, na Califórnia. O período de testes e das operações comerciais das viagens até o espaço, no entanto, ainda não têm datas previstas para começar.
Centenas de pessoas já se inscreveram para garantir vaga nas primeiras viagens da companhia ao espaço – muitas delas são famosos como Angelina Jolie, Brad Pitt e Leonardo DiCaprio. Até mesmo o físico Stephen Hawking depositou o valor de 250.000 dólares para garantir a aventura.

http://videos.abril.com.br/veja/id/c86aae124486ac610a2c5b836dda1a15
2 – Blue Origin

O projeto do fundador da Amazon, Jeff Bezos, consiste em um foguete de trajetória linear, que carrega uma cápsula em seu topo, grande o suficiente para seis passageiros. Assim que o foguete atinge a borda do espaço, a cápsula se desconecta e os tripulantes recebem um sinal para a retirada dos cintos, possibilitando alguns momentos de gravidade zero. A cápsula possui grandes janelas que permitem uma vasta observação do nosso planeta. Durante 4 minutos os passageiros podem “navegar” dentro da cápsula, até que um novo sinal será ativado e os passageiros retornam aos seus acentos, afivelando os cintos novamente. A cápsula voltará para a Terra, pousando com a ajuda de dois paraquedas.
Como preparação para o a viagem, dois dias antes do voo os tripulantes serão levados ao local onde ocorrerá o lançamento do foguete. Todos os participantes da aventura, devem realizar um treinamento para se sentirem confortáveis durante a viagem, o que inclui simulação de operações e de ambientes de gravidade zero. A companhia informou que pretende enviar turistas ao espaço a partir de 2018. Os valores da viagem não foram divulgados.
Em janeiro deste ano, a Blue Origin conseguiu realizar o pouso do foguete, após ele ter sido lançado ao espaço e completado sua viagem. Esta operação, que só foi feita pela SpaceX, de Elon Musk, permite que a companhia reutilize os foguetes para novas viagens.

http://videos.abril.com.br/veja/id/181f604100bc6e43a8931c0dcfe22a36
3 – World View Experience

A experiência proposta por World View é diferente da apresentada por outras companhias: uma cápsula, com seis passageiros e duas pessoas responsáveis pelo grupo, sobe até 30 quilômetros por meio de um balão de gás feito com um filme de polietileno de alto desempenho. A viagem de ida e volta para a Terra, dura entre 4 a 6 horas. Em um período de duas horas, os tripulantes ficam no espaço, observando a Terra de longe. Na descida, a cápsula se desprende do balão, apoiando-se em um paraquedas.
De acordo com a companhia, o voo aniquila qualquer desconforto com a força da gravidade por ser  tranquilo e lento, possibilitando que as pessoas aproveitem a vista. O projeto permite que seus tripulantes se sirvam de drinks dentro da cabine e que compartilhem em tempo real as experiências vividas a bordo da World View. As viagens ainda não têm data marcada, mas quem deseja reservar um lugar pagará 75.000 dólares.

http://videos.abril.com.br/veja/id/69b23891ab8c7a193b2b852dd3ce52ea
4 – XCOR Aerospace

A XCOR, fundada por Jeff Greason, apresenta uma espaçonave que possui sistema de lançamento e pouso independentes. A nave XCOR Lynx é preparada para levar um piloto e um passageiro, realizando diversas viagens por dia. A espaçonave é lançada como um avião, sendo impulsionada no chão e subindo até o espaço; após um minuto com os motores ligados, a nave rompe a barreira do som e, assim que atinge o espaço, as turbinas desligam-se e o passageiro fica durante 6 minutos em gravidade zero, observando a Terra.
A viagem dura cerca de uma hora. De acordo com a empresa, são mais de 350 passageiros interessados em completar a aventura. A companhia possui seis pacotes, com preços que começam em 150.000 dólares e vão até 235.000 dólares, variando de acordo com tipos de treinamentos, acomodações e até mesmo a altitude que a espaçonave alcançará. Segundo a companhia, um dos pacotes já está com lotação máxima. Os voos ainda não têm previsão de início.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade