Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

SpaceX pronta para lançar cápsula Dragon à ISS

Neste domingo, a empresa vai fazer a primeira das 12 missões de abastecimento que estão previstas em contrato com a Nasa

Após o sucesso do voo de sua cápsula Dragon para a Estação Espacial Internacional (ISS), em maio, a empresa americana SpaceX tentará no domingo a primeira de 12 missões de abastecimento previstas no âmbito de um contrato com a Nasa.

A SpaceX inaugurou uma era no transporte espacial em órbita ao conseguir em maio, durante seu voo de demonstração, acoplar a primeira nave privada à ISS, que retornou sem problemas à Terra uma semana depois, pousando no oceano Pacífico. “O lançamento do domingo (…) marca o verdadeiro início dos voos comerciais de transporte de provisões em direção à ISS para a Nasa”, declarou na sexta-feira o diretor da agência espacial americana Charles Bolden durante uma coletiva pela internet com o diretor-geral da SpaceX, o multimilionário Elon Musk, fundador da sociedade.

“Queria lembrar que se tratará da segunda vez, apenas, que tentaremos ir à ISS e há, sem dúvida, riscos de que algo não funcione”, afirmou com prudência Musk.

O lançamento do foguete de dois estágios Falcon 9, que transporta a cápsula Dragon, está previsto para as 00H35 de segunda-feira (21h35 de Brasília) a partir da base da força aérea em Cabo Canaveral (Flórida, sudeste), nas proximidades do centro espacial Kennedy.

Caso a operação não possa ser realizada no domingo, uma nova tentativa está prevista para os dias 8 e 9 de outubro. A cápsula não tripulada, de seis toneladas de peso, ativará suas duas antenas solares antes de iniciar seu trajeto em direção à ISS, onde sua chegada está prevista na quarta-feira, dia 10 de outubro.

A Dragon deve retornar à Terra no dia 28 de outubro, com um pouso de paraquedas no oceano Pacífico, na costa do sul da Califórnia. A cápsula transportará cerca de 454 quilos de equipamento, incluindo materiais essenciais para a realização de 166 experiências científicas por parte dos seis integrantes da tripulação atual da ISS, a Expedição 33, composta por dois americanos, entre eles uma mulher, um japonês e três russos.

(Com agência France-Presse)