Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Satélite Gaia, ‘cartógrafo da galáxia’, vai começar a operar

O telescópio vai produzir o mais preciso mapa tridimensional da Via Láctea

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2016, 16h10 - Publicado em 31 jul 2014, 18h02

O satélite Gaia, equipado com a mais poderosa câmera já lançada ao espaço, atingiu seu destino, a 1,5 milhão de quilômetros da Terra, onde vai começar a produzir o mais preciso mapa tridimensional da nossa galáxia. De acordo com um comunicado divulgado pela Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), o Gaia está pronto para começar a operar. Lançada em 19 de dezembro do ano passado, a bordo de um foguete russo Soyuz, a missão deve durar cinco anos.

Gaia é dotado de dois poderosos telescópios e vai girar lentamente, concluindo uma rotação a cada seis horas. Ele vai coletar informações de 1 bilhão de estrelas, passando por cada uma em média 70 vezes até o fim da missão. Cerca de 2 milhões de estrelas serão fotografadas por hora e 50 gigabites de informações serão armazenadas todos os dias – o equivalente a mais de 10 dvds. Tudo isso vai corresponder a 1% da Via Láctea, cujo total de estrelas é estimado em 100 bilhões.

Leia também:

Astrônomos divulgam o mais completo mapa 3D do universo

Site de astrônomo viajante traz panorâmica interativa da Via Láctea

O mapa vai mostrar aos cientistas a posição e movimentação das estrelas, além do brilho, temperatura e composição química. Para isso, Gaia vai medir porções do espaço equivalentes à espessura de um fio de cabelo humano visto a 2.000 quilômetros de distância. As descobertas feitas pelo satélite podem ajudar os astrônomos a estudar origem e a evolução de nossa galáxia.

Continua após a publicidade
Publicidade