Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Restauração da máscara danificada de Tutancâmon é concluída

O objeto havia sido danificado durante um processo de reparação, que deixou traços de cola na barba da relíquia

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2016, 15h59 - Publicado em 17 dez 2015, 10h21

O Egito anunciou nesta quarta-feira (16) o fim dos trabalhos de restauração da máscara funerária de Tutancâmon. O objeto, de cerca de 3 300 anos, havia sido danificado durante um processo de reparação, que deixou traços de cola na barba da relíquia do Egito Antigo.

Em agosto de 2014, durante trabalhos realizados no dispositivo de iluminação do Museu do Cairo, a máscara de ouro maciço foi afetada: a barba descolou. Funcionários do museu utilizaram então um tipo de cola para arrumar a peça, deixando um resquício do produto na máscara de Tutancâmon.

Leia também:

Máscara de Tutancâmon pode ter sido feita para a rainha Nefertiti, diz arqueólogo

Egito anuncia nova descoberta na tumba de Tutancâmon

Nesta quarta-feira, a máscara incrustada de pedras semipreciosas foi recolocada na sala de exposições do Museu do Cairo, após mais de dois meses de trabalhos de restauração realizados por uma equipe de especialistas alemães. “Terminou”, informou aos jornalistas o restaurador alemão que supervisiona o projeto, Christian Eckmann, um especialista em conservação arqueológica de objetos metálicos e de vidro. “O mais difícil foi descolar o objeto.”

Descoberto, em 1922, pelo arqueólogo britânico Howard Carter no Vale dos Reis, no Egito, o tesouro de Tutancâmon é a mais fascinante coleção do Museu do Cairo. Além da máscara funerária, ele compreende quatro grandes túmulos de madeira dourados, todas as joias do faraó e três grandes camas de velório.

Nesta quarta, Eckmann explicou que “90 anos após a primeira restauração feita por Carter, em dezembro de 1925, nós temos o prazer de apresentar a máscara em sua forma original”. Falecido aos 19 anos, em 1324 a.C., depois de um reinado de nove anos, Tutancâmon, filho de Aquenáton e de Kiya, é um dos faraós mais famosos do antigo Egito.

(Com agência AFP)

Continua após a publicidade
Publicidade