Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Registro raro de tubarão na Paraíba pode impulsionar conservação

O Brasil ocupa o nono lugar no ranking de países detentores de maior diversidade animal marinha

Por Sabrina Brito Atualizado em 11 Maio 2021, 14h53 - Publicado em 11 Maio 2021, 14h29

No dia 21 de março, um tubarão-martelo-panã (Sphyrna mokarran), espécie ameaçada de extinção, foi avistado na costa da Paraíba. Trata-se do primeiro registro científico em vídeo do animal na região, feito por biólogos do projeto Megafauna Marinha Ameaçada, iniciado em 2019, com o apoio da Fundação Grupo Boticário. Até agora, a aparição desse tubarão só havia sido reportada em pescas acidentais e encalhes.

O tubarão-martelo-panã é a maior espécie de tubarão-martelo, e pode chegar a até 6 metros de comprimento. No vídeo, disponível neste link, é possível observar um macho de cerca de 2,5 metros. O avistamento não representa risco aos banhistas, uma vez que ocorreu a mais de 30 quilômetros da costa e a 50 metros de profundidade.

“Na ausência de dados robustos dependentes da pesca, as pesquisas científicas são os principais instrumentos para obter informações relevantes sobre a abundância populacional desses animais”, explica Wilson Oliveira Júnior, pesquisador do projeto Megafauna Marinha Ameaçada. “Registros como este ajudam a entender melhor o status da espécie, e, com isso, podemos começar a propor áreas marinhas protegidas que incluam os locais em que eles ocorrem e ações de conservação mais eficazes para a proteção do animal.”

Vale destacar que seis espécies de tubarão-martelo podem ser encontradas no Brasil, e todas estão ameaçadas de extinção. O país é o nono do mundo em termos de diversidade de animais marinhos.

Continua após a publicidade
Publicidade