Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Qualidade do ar em São Paulo piorou no ano de 2010

Parque Ibirapuera liderou com folga a lista das estações com poluição elevada

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2016, 17h11 - Publicado em 10 jan 2011, 11h32

O número de vezes em que a qualidade do ar ficou imprópria na Região Metropolitana de São Paulo aumentou 76% em 2010, em comparação com 2008. As estações de medição da qualidade do ar indicaram que os níveis de poluição para o ozônio estiveram acima do padrão aceitável 257 vezes – sendo que em 54 delas chegou-se ao estado de atenção.

O Parque Ibirapuera liderou com folga a lista das estações com maior poluição em 2010: em 49 vezes teve ozônio acima do recomendado. O poluente é no momento o mais preocupante do estado. Exemplos de doenças que podem ser causadas ou intensificadas por ele são rinite, otite, amidalite, sinusite, bronquite e pneumonia, além do envelhecimento precoce dos tecidos dos pulmões.

O poluente, chamado de secundário, se forma a partir das reações entre óxidos de nitrogênio e compostos orgânicos voláteis, na presença de luz solar. Por sua formação estar relacionada a outros compostos e depender muito das condições meteorológicas, seu controle é mais difícil. Dias bonitos, com muito sol e com céu claro, são os piores para ozônio.

Em 2009, a poluição ficou alta na região 201 vezes (com 43 estados de atenção) e, em 2008, foram 146 ultrapassagens do padrão (39 estados de atenção). Em um único dia pode ocorrer de mais de uma estação ficar com qualidade ruim. No ano passado, por 61 dias o ar ficou impróprio – houve 19,6% mais dias poluídos do que 2008, que teve 51 dias.

Causas Para a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), responsável pelas estações de medição, a grande estiagem, principalmente em agosto do ano passado, contribuiu para a piora da qualidade do ar. A chuva e o vento ajudam a dispersar os poluentes. Enquanto 2010 foi um ano marcado pela estiagem, o ano de 2009 teve muita chuva. Segundo Maria Helena Martins, gerente da Divisão de Qualidade do Ar da Cetesb, 2009 foi um ano atípico, muito favorável para a dispersão dos poluentes.

Apesar de a inspeção veicular – que tem como objetivo ajudar a controlar a poluição – ter começado em 2008, foi só no ano passado que ela se tornou obrigatória para todos os veículos da capital. Enquanto isso, no mesmo período a frota de veículos aumentou na capital e no estado. O interior de São Paulo também teve aumento da poluição. Os municípios de Americana, Campinas, Jundiaí, Paulínia e Piracicaba tiveram, juntos, 32 dias poluídos. Em 2008, foram 27 dias. Santa Gertrudes, com 21,6 mil habitantes, teve quatro dias poluídos em 2010.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês