Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Previsão de tempo para Netuno: verão com ondas intensas de frio e calor

Com estação que dura cerca de 40 anos, planeta mostra variações de temperatura muito bruscas

Por Da Redação Atualizado em 11 abr 2022, 13h40 - Publicado em 11 abr 2022, 12h59

A uma distância da Terra que varia entre 4,3 e 4,5 bilhões de quilômetros, Netuno é o planeta mais marginal do sistema solar. E também um dos mais frios, com temperaturas que chegam a menos 220°C em média. Após analisar os registros climáticos do gigante gelado, cientistas observaram variações intensas nas temperaturas atmosféricas entre 2003 e 2020. Uma queda nos termômetros durante o versão no hemisfério sul foi seguida por uma onda de aquecimento no polo correspondente.

O estudo, publicado no Planetary Science Journal, foi baseado em mais de 95 imagens infravermelhas térmicas obtidas a partir de telescópios no Havaí e no Chile, principalmente o Very Large Telescope do Observatório Europeu do Sul. É a avaliação mais abrangente até hoje das temperaturas atmosféricas de Netuno.

O verão em Netuno dura cerca de 40 anos, e a estação, no hemisfério sul do planeta, está vigente desde 2005. Mesmo assim, a temperatura da estratosfera, região relativamente estável da atmosfera, caiu 8°C para menos 117°C ao longo dos 17 anos estudados. Em contraste, as temperaturas na troposfera, camada meteorológica ainda mais fria, não mostraram variação significativa, chegando a menos 223°C.

“A atmosfera parece mais complicada do que ingenuamente presumimos, o que, sem surpresa, parece ser uma lição geral que a natureza ensina aos cientistas repetidamente”, disse à agência Reuters Michael Roman, pesquisador de pós-doutorado da Universidade de Leicester, na Inglaterra, e principal autor do estudo.

As mudanças de temperatura são distribuídas de forma desigual no planeta, com variações regionais. “Suspeito que a queda geral da temperatura possa ser provavelmente devido a mudanças na química atmosférica, que responde à mudança da luz solar sazonal e, por sua vez, altera a eficácia com que a atmosfera esfria”, disse Roman.

Netuno está entre os planetas menos explorados entre os oito que compõem o sistema solar, em razão da grande distância da Terra. A Voyager 2 da Nasa é a única espaçonave que chegou perto, em 1989. “Acho que Netuno é muito intrigante para muitos de nós porque ainda sabemos muito pouco sobre isso”, disse Roman.

O diâmetro médio de Netuno é de cerca de 50.000 quilômetros, tornando-o quatro vezes maior que a Terra. Ele orbita mais de 30 vezes mais longe do Sol que a Terra, a uma distância média de cerca de 4,5 bilhões de quilômetros, precisando de cerca de 165 anos terrestres para completar uma única órbita ao redor do sol – um ano netuniano.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)