Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pesquisadores conseguem recuperar gravação da voz de Alexander Graham Bell

'Ouça a minha voz', diz o inventor do telefone, em gravação datada de 1885

A primeira pessoa do mundo que falou ao telefone foi o seu próprio criador, Alexander Graham Bell, no dia 10 de março de 1876. “Senhor Watson, venha aqui. Eu quero vê-lo”, teria dito na primeira ligação telefônica já feita. Hoje, é possível conhecer o conteúdo dessa frase devido ao registro no diário de Bell, mas o som se perdeu, impossibilitando que pudéssemos ouvir a sua voz. Porém, pesquisadores do Museu Nacional de História Americana, em Washington, encontraram outra forma de recuperar o som da voz do inventor do telefone. O grupo resgatou trechos de testes de gravação de áudio feitos por Graham Bell em 1885 nos quais é possível ouvi-lo dizer: “Ouça a minha voz. Alexander Graham Bell” (“Hear my voice. Alexander Graham Bell”).

Durante a primeira metade da década de 1880, Bell realizou experimentos de gravação de sons em seu laboratório, em Washington. Ele buscava melhorar o processo criado por Thomas Edison em 1877. Bell e seus ajudantes testavam o potencial de diversos materiais para gravar sons, como metal, cera, vidro e papel. Diversos discos e cilindros onde eles faziam essas gravações se encontram no Museu Nacional de História Americana, mas permaneceram impossíveis de serem ouvidos até pouco tempo atrás.

Decifrando os discos – Carlene Stephens, curadora do museu em Washington, entrou em contato com Carl Haber, pesquisador do Laboratório Nacional de Lawrence Berkeley, da Universidade da Califórnia, em Berkeley. Ele e sua equipe de pesquisadores haviam conseguido extrair sons de gravações feitas em Paris, em 1860 e convertê-los em arquivos de computador.

Topical Press Agency/Getty Images

Alexander Graham Bell

Alexander Graham Bell (/)

Alexander Graham Bell

Em 2011, os pesquisadores começaram a analisar os discos do laboratório de Bell e detectaram vozes abafadas recitando trechos de Hamlet, de William Shakespeare, sequências numéricas e uma canção infantil chamada “Maria tinha um carneirinho” (Mary Had a Little Lamb).

No mesmo ano, Patrick Feaster, especialista em história do som da Universidade de Indiana, trabalhou com Carlene Stephens em um inventário das inscrições nos discos e cilindros de Bell, que muitas vezes estavam ilegíveis. Eles descobriram que, em um dos discos, feito de cera e datado de 15 de abril de 1885, havia uma gravação da voz de Bell. Em 20 de junho do ano passado, a equipe de pesquisadores conseguiu extrair as gravações sonoras do disco, e foi possível ouvir a voz do inventor do telefone.