Clique e assine com até 92% de desconto

Pegadas de ancestrais humanos são descobertas na França

Rastros teriam sido deixados por um grupo de mais de dez jovens há dezenas de milhares de anos

Por Sabrina Brito Atualizado em 12 set 2019, 19h30 - Publicado em 12 set 2019, 18h37
Uma das pegadas deixadas por nossos ancestrais há cerca de 80 mil anos Dominique Cliquet/AFP/Getty Images

Na costa da França, cientistas encontraram 257 pegadas bem preservadas de neandertais, espécie de ser humano que viveu de 400 mil a cerca de 28 mil anos atrás. Os rastros, de acordo com os pesquisadores, parecem ter sido deixados por um grupo de dez a treze indivíduos, sobretudo crianças e adolescentes, há aproximadamente 80 mil anos.

As pegadas foram preservadas pelo solo lamacento e pela areia depositada sobre ele. Apesar de ter sido descoberto na década de 60, o sítio arqueológico que abriga os rastros só pôde ser explorado recentemente, com ajuda de financiamento governamental.

O estudo reforça a ideia de que os neandertais eram os únicos hominídeos presentes na Europa na época. O Homo sapiens, por exemplo, só chegaria ao continente cerca de 35 mil anos depois. Além das marcas de pés, foram encontradas também evidências de ferramentas e de carnificina animal.

Outra curiosidade trazida pela pesquisa é de que os neandertais podem ter sido mais altos do que se pensava. Embora a estimativa atual seja de que esses nossos ancestrais tinham entre 1,5 e 1,6 metro de altura, algumas das pegadas deixadas na França pertenciam a um indivíduo de aproximadamente 1,75 metro.

Continua após a publicidade
Publicidade