Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Nova espécie de macaco é descoberta no Mato Grosso

Denominado sagui-de-Schneider, o animal foi encontrado por meio do Programa de Monitoramento de Primatas, da Usina Hidrelétrica Teles Pires

Por Sabrina Brito Atualizado em 10 set 2021, 16h25 - Publicado em 10 set 2021, 16h23

Uma nova espécie de macaco, chamada sagui-de-Schneider (Mico schneideri), foi encontrada por meio do Programa de Monitoramento de Primatas, executado em conformidade com licença ambiental da Usina Hidrelétrica Teles Pires, controlada pela Neoenergia. O animal pertence ao grupo dos saguis da Amazônia e foi identificado na fronteira dos estados do Pará e do Mato Grosso.

A descoberta do macaco é resultado de um trabalho de pesquisa que já dura seis anos. Pesquisadores monitoraram, coletaram e analisaram o DNA, a morfologia, a estrutura e a pelagem do animal. O nome sagui-de-Schneider é uma homenagem a Horacio Schneider, pioneiro no estudo de primatas neotropicais.

Macaco
R.Costa-Araújo/Divulgação

Não se trata da primeira descoberta de nova espécie feita pelas iniciativas da Usina. Em 2019, um primata denominado zogue-zogue-de-Groves (Plecturocbus grovesi) foi identificado pela equipe. No mesmo ano, três novas espécies de peixes foram descritas dentro de um programa operado pela hidrelétrica.

A iniciativa começou em 2012 e, desde então, inventariou 6 322 árvores de 322 espécies diferentes e 2 690 plantas de 254 espécies que compõem a floresta na área do entorno do reservatório. Todas são periodicamente monitoradas, em nome de sua proteção.

Continua após a publicidade
Publicidade