Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Nova espécie de dinossauro é descoberta no deserto do Atacama

Com mais de seis metros, o animal era um herbívoro que vivia em paisagens cheias de plantas e outros seres

Por Sabrina Brito 21 abr 2021, 13h16

Arqueólogos descobriram uma nova espécie do dinossauro a partir de partes de um esqueleto encontradas no norte do Chile, mais especificamente no deserto do Atacama. De acordo com os cientistas, o animal tinha uma cabeça pequena, pescoço longo e costas achatadas.

Ainda segundo os especialistas, o dinossauro vivia no que era, à época, em um cenário de plantas, samambaias e palmeiras. O espécime pertencia ao grupo dos titanossauros, animais herbívoros que incluíam dinossauros de seis metros de altura até gigantes de mais de trinta metros. A descoberta foi publicada na segunda-feira no periódico científico Cretaceous Research.

Entre os restos fossilizados, estavam um úmero, um fêmur e vértebras do pescoço e das costas. O indivíduo teria cerca de 6,3 metros de altura e seria mais jovem que um adulto quando morreu.

O nome escolhido para o dinossauro é Arackar licanantay, que, na língua indígena kunza, significa “ossos de Atacama”. Eventualmente, os ossos descobertos serão expostos no Museu de História Natural do Chile.

Continua após a publicidade
Publicidade