Clique e assine a partir de 9,90/mês

No trabalho, homens são muito mais emotivos do que mulheres

Estudo com milhares de participantes revelou que o sexo masculino é mais sensível a críticas e interações negativas com outros

Por Sabrina Brito - Atualizado em 13 jan 2020, 18h27 - Publicado em 13 jan 2020, 17h44

Segundo um novo estudo publicado pela TotalJobs, ferramenta online focada na busca de empregos, homens são mais sensíveis no ambiente de trabalho do que mulheres. A pesquisa levou em conta os relatos de 2 mil trabalhadores britânicos e foi publicada num site da empresa, na quarta-feira (8).

De acordo com o levantamento, homens têm 2,4 vezes maiores chances de ficarem chateados se suas ideias não forem ouvidas, em comparação com com as mulheres. Além disso, os do sexo masculino apresentaram probabilidade 60% maior de se sentirem emocionados negativamente quando criticados.

Por outro lado, elas têm mais de duas vezes mais chances de chorarem no ambiente de trabalho. Enquanto seus colegas do outro sexo tendem, pela forma como lidam com as emoções, a gritar, ou se demitir, com o dobro de frequência.

A causa mais comum do aparecimento de sentimentos nesse ambiente é a interação com os colegas. Segundo o levantamento, 33% dos eventos emocionais relatados foram resultado do relacionamento com os outros, enquanto apenas 20% foi suscitado por tarefas e deveres.

Mas demonstrar sentimentos demais pode ser negativo, ao menos àqueles funcionários mais, digamos, carreiristas. Cerca de 30% dos gerentes entrevistados afirmou que considera a expressão de emoções no trabalho um sinal de fraqueza. Mais da metade afirmou ainda que sentimentos devem ser totalmente suprimidos no contexto profissional.

Continua após a publicidade
Publicidade