Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nicolelis divulga primeiras imagens de exoesqueleto

Pesquisador promete usar o dispositivo para permitir que um paciente tetraplégico dê o pontapé inicial do jogo de abertura da Copa do Mundo no Brasil

O neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis divulgou nesta segunda-feira, em sua página do Facebook, as primeiras imagens do exoesqueleto, uma veste robótica controlada por pensamento, do Projeto Andar de Novo. Há mais de dois anos, Nicolelis anunciou que o dispositivo seria usado por um paciente tetraplégico para dar o pontapé inicial do jogo de abertura da Copa do Mundo no Brasil.

Reprodução/Facebook/Miguel Nicolelis

Visão lateral do exoesqueleto

Visão lateral do exoesqueleto (/)

Visão lateral do exoesqueleto

As fotografias, que, segundo o pesquisador, foram tiradas em Paris, mostram a imagem frontal e lateral do protótipo metálico preso a um boneco.

As primeiras pessoas a testar o exoesqueleto serão pacientes da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) da unidade Lar Escola São Francisco, na capital paulista. Os escolhidos serão jovens adultos com lesão medular incompleta, que ainda permite algum grau de locomoção. Um capacete com sensores vai captar a atividade elétrica cerebral de seu usuário, e transmiti-la para o exoesqueleto, que executará os movimentos.

Diferencial – A principal diferença entre o exoesqueleto desenvolvido por Nicolelis e outros já existentes é o “feedback tátil”. O paciente que usar a veste robótica de Nicolelis pode sentir o chão e o peso do corpo ao pisar. Isso facilita muito o ato de andar.

A pesquisa de Nicolelis tem como linha geral a interface entre cérebros e máquinas. No último estudo divulgado, ele e sua equipe descrevem como conseguiram fazer com que macacos aprendessem a usar apenas a mente para controlar o movimento de duas mãos virtuais, exibidas na tela de um computador.