Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Intel anuncia ‘ultrabook’ com controle vocal

Por Ethan Miller Atualizado em 6 Maio 2016, 16h49 - Publicado em 10 jan 2012, 06h00

A gigante americana Intel anunciou nesta segunda-feira uma nova geração de laptops – leves, de alta potencia e de baixo custo – chamada de “ultrabooks”, que poderão ser controlados por gestos e pela voz.

“Fale e terá uma resposta. E quanto mais você usar mais ele entenderá o seu sotaque”, destacou o vice-presidente da Intel, Mooly Eden, que apresentou os “ultrabooks” nesta segunda-feira, no salão de eletrônica de Las Vegas.

Eden destacou que o poder dos chips finalmente permitiu aos fabricantes de laptops obter um produto fino e elegante, mas sem perda de potência, como é o caso dos ‘ultrabooks’, que ao entender a voz servirão, inclusive, de tradutores.

O reconhecimento de voz desenvolvido pela Intel é capaz de entender nove línguas, incluindo inglês, espanhol, francês e mandarim. “Será um mundo totalmente novo de reconhecimento gestual” e vocal.

Os aparelhos utilizarão o novo sistema operacional da Microsoft, o Windows 8, e serão fabricados por Lenovo, Acer, Asus, Samsung, Toshiba, LG e Hewlett Packard.

Os “ultrabooks” se assemelham ao “Nikiski”, que tem um painel tátil transparente sob um teclado padrão. Quando está fechado, a tela mostra uma janela que pode ser controlada com toques, ao estilo de um tablet.

“Começamos há seis meses a entregar ‘ultrabooks’ e estão subindo neste momento”, declarou Eden na abertura oficial do salão eletrônico de Las Vegas.

“Gostaríamos que todo mundo pudesse desfrutar da experiência do ‘ultrabook’, por que os primeiros vão custar 999 dólares ou mais”, disse Eden, em referência ao concorrente da Apple, o MacBook Air line.d. “Nosso objetivo é reduzir o preço para atingir o grande mercado”.

A campanha de lançamento, uma das maiores do grupo em décadas, está prevista para abril.

Continua após a publicidade
Publicidade