Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Foguete da SpaceX afeta aurora boreal no Alasca

A aparência do fenômeno, semelhante a uma galáxia, foi amplamente compartilhada

Por Marília Monitchele
19 abr 2023, 15h19

Os caçadores de aurora boreal tomaram um susto ao observar os céus do Alasca no dia 15, isso porque uma grande espiral azul apareceu em meio ao verde boreal por alguns minutos, lembrando uma galáxia ou um portal para outra dimensão. As causas, no entanto, foram mais mundanas que a aparente ficção científica. O fenômeno foi causado pelo excesso de combustível liberado por um foguete da SpaceX, lançado na Califórnia três horas antes.

Em certas ocasiões, por diversas razões, os foguetes precisam descartar parte do combustível armazenado em seus tanques. Quando eles fazem isso em altitudes elevadas, o combustível se transforma em gelo. Se houver alguma luz do sol, contrapondo a escuridão do chão, o líquido pode se condensar em uma grande nuvem e, por vezes, adquirir a aparência de um redemoinho, como aconteceu no Alasca. O fenômeno não é necessariamente comum, mas também está longe de ser raro. O efeito, no entanto, é belíssimo e chama a atenção.

A última aparição no Alasca foi registrada por fotógrafos que observavam a aurora boreal e por câmeras do Instituto Geofísico Fairbanks da Universidade do Alasca. O causador do evento foi um foguete da SpaceX que decolou da base espacial Vandenberg na Califórnia na noite de sexta-feira carregando cerca de 25 satélites. Foi um lançamento polar, tornando-o visível em uma grande faixa do Alasca. Outra espiral foi vista em janeiro no Havaí, causada pelo lançamento de um satélite de GPS militar que decolou de outro foguete da SpaceX na Flórida.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.