Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA: Gingrich e Santorum atacam políticas ambientais de Obama

Os pré-candidatos republicanos conservadores Newt Gringrich e Rick Santorum, que disputam com o moderado Mitt Romney a indicação de seu partido para as presidenciais americanas de novembro, criticaram nesta segunda-feira, em atos celebrados em Mississippi e Alabama, as políticas ambientais de Barack Obama.

Os três principais candidatos do partido republicano multiplicaram suas aparições em eventos de Campanha em Mississippi e Alabama, no coração do sul dos Estados Unidos, onde nesta terça-feira são celebradas primárias, junto de caucus (assembleias partidárias) no Havaí e na Samoa americana.

“O governo atual está ideologicamente comprometido com a Terra da Fantasia”, disse Gingrich durante a Cúpula de Energia Costeira em Biloxi, sul do Mississippi, onde dezenas de pessoas protestaram contra um projeto de perfuração petrolífera no Golfo do México, em frente à sua costa.

A retórica contra as políticas de proteção ambiental incluiu piadas irônicas sobre o desenvolvimento de carros elétricos, onde “não se pode colocar nem um porta armas”, como disse Gringrich antes de partir para outros eventos no estado vizinho do Alabama.

“Não perfurem, não matem o turismo”, “Os republicanos destroem a costa por causa do petróleo”, diziam os cartazes de alguns manifestantes.

O ultraconservador Rick Santorum também assistiu à conferência com líderes do setor energético e qualificou de “ambientalistas radicais” os que ocupam o governo de Barack Obama e prometeu anular todas as regulamentações ambientais adotadas no governo atual.

Romney, que completa nesta segunda-feira 65 anos, disse em um comício para mais de uma centena de pessoas em Mobile, sul do Alabama, que espera abrir seu presente na terça-feira, nas primárias.

“Preciso de ainda mais delegados. Portanto, se vocês forem capazes de fazer isto por mim, poderíamos chegar à meta em um ritmo muito rápido”, disse o multimilionário ex-governador de Massachussetts.

Segundo as últimas pesquisas de opinião, Gingrich lidera por uma margem muito estreita frente a Romney no Alabama (27%-26%), seguido de perto por Santorum. No Mississippi, a situação é similar, segundo demonstram números da Real Clear Politics, que faz uma média de todas as consultas.

Os três candidatos reforçaram suas campanhas no coração do sul dos Estados Unidos, após a “Super Terça” da semana passada, recorrendo às estratégias mais populistas, como fazer discursos em tons coloquiais, imitar o acento sulista, comer pratos regionais típicos e mostrar convicções religiosas em dois estados que se situam entre os mais pobres do país e onde o cirstianismo evangélico é muito arraigado na sociedade.