Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Estudo: Renda dos idosos caiu significativamente durante a pandemia

Pesquisa, realizada pela Fiocruz, foi publicada nesta quarta-feira; quem mais sofreu foram os trabalhadores sem carteira assinada

Por Sabrina Brito Atualizado em 31 mar 2021, 11h30 - Publicado em 31 mar 2021, 11h29

Um novo levantamento da Fundação Oswaldo Cruz revelou que, durante a pandemia no Brasil, houve uma redução de renda em quase metade dos domicílios de idosos, sobretudo entre os mais pobres. Além disso, foi constatado também um aumento nos sentimentos ligados à solidão e à tristeza.

A Fiocruz usou como base dados da Pesquisa de Comportamentos, realizada em parceria com a UFMG e a Unicamp. A coleta de informações foi conduzida via questionário eletrônico entre abril e maio de 2020. Mais de 9,1 mil pessoas de 60 anos ou mais participaram.

De acordo com o estudo, 47,1% dos domicílios participantes relataram queda na renda. Do total, 23,6% afirmaram ter sofrido graves reduções e até ausência de renda. Para quem trabalhava sem vínculo empregatício, a queda foi ainda maior, ocorrendo em 79,8% das casas; já a ausência foi relatada em 55,3% delas.

O levantamento revelou também que a sensação de tristeza recorrente foi grande em domicílios de menor renda, atingindo 32,3% deles. Entre a população feminina, a depressão também foi mais frequente, sendo constatada em 35,1% das entrevistadas. O sentimento de solidão foi citado por metade dos idosos.

Continua após a publicidade
Publicidade