Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Estudo mostra que humanos não são os únicos primatas capazes de sussurrar

Comportamento foi observado em saguis-cabeça-de-algodão durante um momento em que se sentiam ameaçados

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2016, 16h17 - Publicado em 24 set 2013, 12h22

O homem não é o único animal capaz de modular a própria voz para ocultar informações de ouvidos indesejados: pesquisadores já descobriram a capacidade de sussurrar em outras espécies, como alguns pássaros e morcegos. Porém, até agora, esse comportamento não havia sido identificado em outros primatas.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Whisper-like behavior in a non-human primate

Onde foi divulgada: periódico Zoo Biology

Quem fez: Rachel Morrison e Diana Reiss

Instituição: Universidade de Nova York, EUA

Continua após a publicidade

Resultado: Diante da presença de um funcionário do zoológico, considerado uma ameaça, os saguis-cabeça-de-algodão reduziram a amplitude de sua vocalização, emitindo sons parecidos com sussurros.

O objetivo inicial do estudo era, na verdade, observar o comportamento dos saguis-cabeça-de-algodão (Saguinus oedipus) do zoológico do Central Park, em Nova York, quando se sentiam ameaçados. Os pesquisadores esperavam que os animais reagissem com gritos de alerta, mas quando um funcionário do zoológico, que havia participado da captura desses saguis e de procedimentos médicos aplicados a eles, entrou na jaula, os animais ficaram em silêncio.

Porém, quando os cientistas analisaram as gravações de áudio, perceberam que os animais estavam se comunicando, mas haviam reduzido a amplitude de sua vocalização diante de uma possível ameaça – ou seja, estavam sussurrando. A redução do volume da “conversa” ocorreu apenas durante a presença do funcionário no local.

Leia também:

Cientistas descobrem linguagem secreta de primatas asiáticos

Pesquisadores encontram mais antigo esqueleto de primata

Evolução – Para os pesquisadores, a presença desse tipo de comportamento em primatas pode significar que as estratégias de comunicação em diferentes espécies que vivem em sociedade acabaram convergindo durante a evolução, o que explicaria como diferentes animais compartilham dessa capacidade. O estudo descrevendo esses resultados foi publicado este mês, no periódico Zoo Biology.

Continua após a publicidade
Publicidade