Clique e assine a partir de 9,90/mês

Estudantes franceses encontram dente humano de 560 mil anos

O dente, não se sabe se de homem ou de mulher, pode ser o vestígio humano mais antigo já encontrado na França

Por Da Redação - Atualizado em 30 jul 2020, 21h28 - Publicado em 28 jul 2015, 16h53

Dois adolescentes franceses descobriram um dente humano de 560.000 anos em uma caverna em Tautavel, no sul da França. Na mesma região, pesquisadores já haviam encontrado o “homem Tautavel”, em 1971, um caçador pré-histórico de 20 anos de idade que viveu há 450.000 anos, ancestral do homem Neandertal. O dente descoberto, mais de 100.000 anos mais antigo, pode ser o vestígio humano mais antigo já encontrado no país europeu.

Valentin Loescher, de 20 anos, e Jacquey Camille, de 16, estavam trabalhando pela primeira vez como voluntários em uma expedição arqueológica, que teve início em maio, quando o jovem encontrou o dente. Por não terem certeza sobre a procedência do objeto, os estudantes enviaram o fóssil para Amélie Vialet, paleontropóloga responsável por supervisionar a escavação da caverna, antes de mandar para análise em laboratório.

Leia também:

Encontradas as mais antigas ferramentas feitas de pedra lascada

Fóssil do ‘primeiro humano’ é encontrado na Etiópia

Segundo Vialet, “um dente grande de adulto – de homem ou mulher, não se sabe – foi encontrado durante as escavações no solo e sabemos que remonta de 580.000 a 550.000 anos atrás, de acordo com métodos de datação diferentes. Esta é uma descoberta importante, pois temos poucos fósseis humanos deste período na Europa.”

O povoado de Tautavel, próximo a Perpignan, é um dos sítios arqueológicos mais importantes do mundo. Ele está sendo explorado há 50 anos.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade