Clique e assine a partir de 8,90/mês

Dragon completa primeira missão privada de transporte espacial

Em maio, nave havia participado de missão semelhante, mas em caráter experimental. Desta vez, foi para valer

Por Da Redação - Atualizado em 6 Maio 2016, 16h25 - Publicado em 29 out 2012, 10h58

A nave não tripulada Dragon, desenvolvida pela empresa SpaceX em colaboração com a Nasa, pousou neste domingo com sucesso no Oceano Pacífico após completar sua primeira missão privada de transporte à Estação Espacial Internacional (ISS).

A nave – que em maio realizou uma missão similar, mas em caráter de teste – trouxe de volta à Terra uma carga de amostras médicas, após uma missão de três semanas que levou alimentos, roupas e outras provisões à ISS.

A SpaceX se transforma assim na primeira empresa privada que completa uma missão de transporte espacial. Por isso, abre as portas para novos usos e contratos com empresas privadas depois que o fim da era dos ônibus espaciais deixou a Nasa dependente da russa Soyuz.

A nave Dragon trouxe outra vez à Terra 770 quilos de material, após ter partido no dia 7 de outubro, do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, com cerca de 500 quilos de provisões para os astronautas da ISS.

Retorno – A nave não tripulada se desligou na manhã deste domingo do braço robótico da ISS e começou suas manobras de separação progressiva até ganhar um rumo em direção à atmosfera terrestre.

A atual tripulação da ISS, composta pelo cosmonauta russo Yuri Malenchenko, o japonês Akihiko Hoshide e comandada pela astronauta americana Sunita Williams, recebeu com a nave Dragon 23 experimentos para estudar a microgravidade, escolhidas entre mais de 2.000 propostas desenhadas por estudantes que participaram do Programa de Experimentos Espaciais para Estudantes da Nasa (SSEP, em inglês).

A cápsula realizou sua estreia no mês de maio, quando levou à ISS 460 quilos de carga e se transformou na primeira cápsula comercial a se acoplar ao complexo cientista que orbita a 390 quilômetros da Terra. A principal diferença desta operação de maio e a de hoje é que agora a sonda Dragon participou de uma missão operacional real.

(Com Agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade