Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Década 2001-2010 é a mais quente da história, diz estudo da ONU

Período registra as temperaturas mais elevadas no planeta desde o início das medições, em 1850

Este ano deve ser um dos três mais quentes já registrados na história, enquanto a década de 2001 a 2010 já é considerada a mais quente desde o início dos registros, em 1850, de acordo com informações divulgadas hoje pela agência meteorológica da Organização das Nações Unidas.

Os dados da Organização Mundial de Meteorologia (OMM) divulgados durante as negociações climáticas da ONU em Cancún, México, confirmam a tendência de aquecimento global, atribuída por cientistas à poluição causada pelo homem, que aprisiona calor na atmosfera.

O secretário-geral da OMM, Michel Jarraud, disse que as temperaturas deste ano, compiladas até outubro, estão próximas do recorde. Dados de novembro e dezembro serão analisados no início de 2011, mas se espera que revelem temperaturas um pouco abaixo do normal. Ainda assim, existe uma “possibilidade significativa de que 2010 seja o ano mais quente”, disse Jarraud.

Invernos frios na Europa – sem falar na neve antecipada e nas temperaturas gélidas que atingem o Reino Unido e parte do continente – fazem com que este esteja sendo o ano mais frio enfrentado pelos europeus desde 1996, mas o fato não está afetando a média global.

Os dois outros anos excepcionalmente quentes foram 1998 e 2005. Jarraud disse que os três anos estão separados por apenas 0,02ºC. Este ano assistiu a fenômenos climáticos surpreendentes, como a mortífera onda de calor que atingiu a Rússia, onde a temperatura superou os 38ºC em Moscou.

(com Agência Estado)