Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conheça o primeiro mapa completo do relevo de Mercúrio

A Nasa divulgou um mapa inédito com todas as regiões altas e baixas da superfície do menor planeta do nosso Sistema Solar

A Nasa revelou nesta semana o primeiro mapa completo do relevo de Mercúrio, que mostra detalhes inéditos do solo do planeta. Por estar muito próximo do Sol, Mercúrio é um planeta difícil de ser observado da Terra – é o único que não pode ser visto pelo telescópio Hubble. Os novos dados devem auxiliar os cientistas na caracterização da história geológica do planeta.

Os dados vieram da missão MESSENGER, finalizada em 2015, que forneceu mais de 300.000 imagens da superfície de Mercúrio. As informações do programa foram usadas para completar o mapa topográfico do planeta – antes, só se conhecia seu hemisfério Norte; agora, a parte Sul também foi mapeada.

Leia também:
Rios de lava formaram planícies de Mercúrio, revela Nasa
As cinco maiores descobertas da nave Messenger sobre Mercúrio

Altos e baixos – A agência espacial americana produziu ainda uma animação com as imagens fornecidas por MESSENGER. Nela, é possível observar a região mais alta de Mercúrio, no hemisfério Sul, 4,48 quilômetros acima da elevação média. A parte mais baixa é a chamada Bacia de Rachmaninoff, 5,38 quilômetros abaixo da média de Mercúrio. A área é uma espécie de cratera de impacto, suspeita de hospedar um dos mais recentes depósitos vulcânicos do planeta.

A medição de relevo é feita pelo Altímetro de Laser Mercúrio (MLA, na sigla em inglês), um aparelho que envia um raio laser até o planeta e volta para a sonda; ao medir o tempo que o raio demora a fazer esse percurso, calcula-se a altitude e as variações do relevo.

Confira abaixo o vídeo com o incrível mapa da superfície de Marte: