Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cientistas desenvolvem miniatura de fígado em laboratório

Pesquisa oferece esperança para doenças hepáticas e produção de remédios

O órgão criado em laboratório funciona em condições controladas, fora de um organismo vivo. Os pesquisadores esperam que quando esses órgãos forem transplantados para modelos animais, ele continue a desenvolver e não seja rejeitado.

Cientistas conseguiram pela primeira vez fazer crescer em laboratório um fígado em miniatura utilizando células humanas. O órgão possui 2,5 centímetros de diâmetro e não é grande o suficiente para funcionar em humanos. A esperança é que algum dia seja possível fazer órgãos maiores para que doentes possam recebê-los ou que testes com remédios sejam realizados.

Para construir o órgão pesquisadores do Instituto de Medicina Regenerativa da Universidade Wake Forest (EUA), utilizaram fígados de animais e um detergente para remover todas as células deixando apenas um ‘esqueleto’ de colágeno. Em seguida, eles substituíram as células originais com dois tipos de células humanas – células jovens de fígado, chamadas progenitoras e células endoteliais para ajudar na formação de vasos sanguíneos.

O órgão criado em laboratório funciona em condições controladas, fora de um organismo vivo. Os pesquisadores esperam que quando esses órgãos forem transplantados para modelos animais, ele continue a desenvolver e não seja rejeitado. A pesquisa será apresentada neste domingo (31) na conferência anual da Associação Americana pelo Estudo de Doenças do Fígado, em Boston.